Licitação para reformar a SC-407 é definida em R$ 6,9 milhões

Publicidade
SC-407 já está licitada para ser reformada (Foto: Biguá News)
SC-407 já está licitada para ser reformada (Foto: Biguá News)

A Conpesa Construção Pesada Ltda., sediada em Florianópolis, foi a empreiteira que apresentou o menor preço na concorrência pública para reformar a SC-407, no trecho de 15 quilômetros entre Biguaçu e Antônio Carlos.

De acordo com publicação da comissão de licitação do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), o valor apresentado foi de R$ 6.945 milhões. O teto orçado para a obra é de R$ 8.070 milhões. Caso não ocorra aditivos no decorrer da construção, a contratação ficará cerca de R$ 1,1 milhão menor do que o previsto. Após a assinatura da ordem de serviço, o prazo de execução será de 360 dias.

Continua após a publicidade

O trecho da rodovia estadual entre os dois municípios possui tráfego de veículos pesados, pois escoa a produção da maior fábrica de refrigerantes no Estado. Suporta também o fluxo da produção de hortaliças provenientes do interior de Antônio Carlos, de gramas ornamentais cultivadas no Alto Biguaçu e da distribuidora da Petrobrás na região.

A pista – que foi pavimentada no começo da década de 1980 –  nunca recebeu uma reforma e nos últimos anos vive apresentando buracos, visto que a capacidade do asfalto já não suporta o tráfego de caminhões. O Deinfra vem fazendo trabalhos paliativos de “tapa-buracos”, como ocorreu no final de 2015, após forte pressão popular da sociedade civil organizada.

Dinheiro reservado

O Governo do Estado reservou, na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2017, o montante de R$ 5 milhões para obras de readequação e aumento de capacidade da SC-407. O valor atende ao orçamento regionalizado e está alocado no Departamento Estadual de Infraestrutura.

Publicidade