Mais de 5 mil crianças já se perderam nas praias catarinenses nesta temporada

Publicidade

Entre os dias 1° de outubro de 2015 até 12 de janeiro de 2016,  5.204 crianças se desencontraram dos pais nas areias do litoral catarinense. Mas todas acabaram sendo encontradas, algum tempo depois. Para evitar que isso aconteça, alguns cuidados devem começar logo ao pisar na areia, informa o Corpo de Bombeiros.

A primeira orientação é na escolha da praia. É recomendado que o destino tenha monitoramento de guarda-vidas, como ressalta o major Elton Zeferino. “Se você não conhece a praia, procure um posto de salvamento. O guarda-vida vai orientar o melhor lugar de banho naquela praia”, afirma Elton.

Continua após a publicidade

Outro passo importante é identificar a criança. Conforme o Corpo de Bombeiros, os pais devem ir direto ao posto de guarda-vidas mais próximo e retirar uma pulseirinha de identificação. Nela deve-se colocar o nome da criança, do responsável e o telefone para contato.

“Sempre que há uma criança perdida, naturalmente ela é levada a um posto de salvamento. E a forma mais fácil de localizarmos os pais é através da pulseira”, diz.

Eles ainda orientam para que durante o passeio, nunca se deve deixar uma criança sozinha. Ela tem de estar acompanhada por um adulto o tempo inteiro. E sempre orientar a criança que, no caso de se perder, procure uma das casinhas dos guarda-vidas distribuídas na praia.

Elisabety Borghelotti / Assessoria

Publicidade