Mais de sete mil servidores aderem a aposentadoria voluntária do BB

Publicidade

O Banco do Brasil conseguiu que 7.760 funcionários aderissem ao plano de aposentadoria antecipada até a última quinta-feira (1º). O projeto é uma entre diversas medidas de reestruturação do banco anunciadas em 21 de novembro, como o fechamento de 402 agências.

Ao todo, 18 mil funcionários do Banco do Brasil poderão aderir ao programa de aposentadoria. O prazo para informar a adesão é até o dia 9 de dezembro. Além da aposentadoria antecipada, o BB também ofereceu a 6 mil funcionários uma proposta de corte de jornada de oito para seis horas diárias, com redução de 16,25% nos salários.

Continua após a publicidade

No dia da divulgação do projeto de reestruturação, o BB disse que economizaria R$ 1,183 bilhão se 5 mil funcionários decidissem deixar o banco, número que subiria para R$ 2,13 bilhões com 9 mil adesões. Se todos os 18 mil funcionários que se enquadram no programa aceitarem a proposta, a economia do banco chegaria a R$ 3,048 bilhões.

Após a reorganização da rede de atendimento, 379 agências serão transformadas em postos de atendimento e 402 serão fechadas, disse o banco, acrescentando que as mudanças não vão comprometer a presença da instituição nos municípios em que atua.

“A economia anual com despesas administrativas, exceto pessoal, é estimada em R$ 750 milhões, sendo R$ 450 milhões decorrentes da nova estrutura organizacional e R$ 300 milhões da redução de gastos com transporte de valores, segurança, locação e condomínios, manutenção de imóveis, entre outras”, informou o BB.

Também foi aprovado um plano de aposentadoria incentivada, com período de adesão voluntária até 9 de dezembro, que tem como público alvo 18 mil funcionários que já reúnem as condições para se aposentar. O BB disse que vai divulgar o impacto financeiro do plano de aposentadoria incentivada após o período de adesão.

Publicidade