Maré alta causa inundação em áreas costeiras e situação pode se repetir sexta de madrugada

Publicidade

Conforme o setor de monitoramento da Defesa Civil SC, na tarde desta quinta-feira, o vento do quadrante sul a sudeste com intensidade de 30 a 40 km/h, as ondas altas de 2,5 m a 3 m e o pico máximo da maré astronômica (amplificada pela Lua Cheia), que ocorreu por volta das 14h, resultou em ressaca e alagamentos em boa parte do Litoral.

Essa condição se estende até a madrugada de sexta e, por volta das 2h, ocorrerá outro pico de maré, com risco de novos alagamentos nas áreas mais baixas da costa catarinense, tais como: Prado de Baixo em Biguaçu, Rodovia Diomício Freitas, Centro Sul, praias do Sul da Ilha de Santa Catarina, Avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí, Joinville, Tijucas dentre outros.

Continua após a publicidade

Já no decorrer da sexta-feira, 16, a chance de ressaca e alagamentos diminui gradativamente devido a virada do vento para nordeste e diminuição da altura de onda.

Cleiton Ferrasso
Assessoria de Imprensa

Publicidade