Messi ganha Bola de Ouro pela 5ª vez e se isola na história; Neymar é 3º

Publicidade

ESPN

messi-bola_ouro-Getty
Messi recebeu a Bola de Ouro das mãos de Kaká (Foto: Getty Imagens)

O desempenhou ou as conquistas, o que pesa mais para um jogador ser o Bola de Ouro? A discussão deve ser ignorada em 2015. Afinal, Lionel Messi foi o grande craque do time que ganhou tudo. Assim, não houve espaços para dúvidas, e o argentino acabou eleito o melhor do mundo pela quinta vez na carreira, nesta segunda-feira, em cerimonia de gala da Fifa em Zurique, se isolando ainda mais como o maior vencedor da honraria.

Continua após a publicidade

“Boa noite a todos, é uma noite muito especial para mim. Ganhar uma Bola de Ouro que foi para o Cristiano nos últimos dois anos, é incrível que seja o quinto. Era o que sonhava quando pequeno. Quero agradecer a quem votou em mim, sem meus companheiros não seria possível. Quero agradecer ao futebol por tudo que me permitiu viver, importante para crescer e aprender durante toda a vida. Boa noite e muito obrigado”, disse Messi.

O argentino recebeu 41,3% dos votos de técnicos, capitães e jornalistas ao redor do mundo. Cristiano Ronaldo ficou com 27,75, e Neymar recebeu 7,8% dos votos.

O camisa 10 do Barça já havia conquistado o troféu em 2009, 2010, 2011 e 2012, abrindo dois de vantagem para Zinedine Zidane (1998, 2000 e 2003), Ronaldo (1996, 1997 e 2002) e Cristiano Ronaldo (2008, 2013 e 2014). Vale lembrar que a premiação da Fifa se unificou com a do a revista francesa France Football a partir de 2010.

Messi comandou o Barça na conquista da tríplice coroa no último ano (Uefa Champions League, Campeonato Espanhol e Copa do Rei) e também participou do título do Mundial de Clubes em dezembro, tendo deixado sua marca na final contra o River Plate.

O argentino encerrou a temporada 2014-15 com a impressionante marca de 58 gols em 57 partidas, sendo 43 pelo Espanhol, dez pela Champions (foi o artilheiro ao lado de Neymar e Cristiano Ronaldo) e cinco na Copa do Rei.

Publicidade