Moradores de Biguaçu e São José continuam sem água

Publicidade

Alguns moradores da Grande Florianópolis ainda continuam sem água no início da manhã desta quinta-feira (25), cinco dias após o rompimento de três adutoras na Santo Amaro da Imperatriz. Há residências de pontos mais altos em São José, Biguaçu e no bairro Itacorubi, em Florianópolis, em que a água ainda não voltou.

A principal adutora rompida, de 800 mm, foi religada na noite de terça-feira (23). Com isso, a previsão da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) era que o abastecimento fosse normalizado na tarde de quarta-feira (24). Porém, alguns moradores da região metropolitana da capital continuam sem água.

Continua após a publicidade

Em nota divulgada na manhã de hoje, a Casan afirmou que mantém equipes reforçadas para avaliar, a partir de agora, os relatos pontuais, especialmente os que chegam pelo 0800.

“Ainda mais volume está sendo levado a pontos nos quais há relatos de que a água chegou, mas logo faltou de novo, pois o alto consumo – plenamente justificável – exige mais quantidade e pressão. Em relatos de que a água não voltou (geralmente partes mais altas de ruas) há inclusive a checagem dos boosters (bombas). Estação de Tratamento de Água está com volume de distribuição 20% maior do que o habitual”, diz a nota.

As regiões mais afetadas com o rompimento foram áreas altas de Biguaçu e São José, além dos bairros da área continental da capital, Centro, Trindade, Itacorubi, Santa Mônica, em Florianópolis. Na Trindade, por exemplo, a água retornou por volta da 0h desta quinta. Na tarde de quarta, a Casan informou que as áreas da bacia do Itacorubi e proximidades poderiam registrar problemas na manhã desta quinta.

Publicidade