Moradores fazem abaixo assinado contra penitenciária de segurança máxima em Tijucas

Publicidade

Rádio Clube i

O Estado de Santa Catarina necessita de um local que vai abrigar 600 novos detentos. Para atender essa demanda, o Presídio Regional de Tijucas pode se transformar em penitenciária de segurança máxima.

Continua após a publicidade

Tijucas deve ser o destino da Penitenciária, pois as cidades de São José, Palhoça e Imaruí já se negaram a receber a nova unidade. O terreno do atual presídio regional já pertence ao Estado, o que facilitaria a implantação. A atual unidade de Tijucas seria ampliada e poderia receber os presos de alta periculosidade provenientes das unidades do litoral e até do interior.

Porém, vários moradores de Tijucas estão mobilizados para dizer não à transformação. Um abaixo assinado eletrônico está sendo organizado com o objetivo de esclarecer a população sobre os malefícios da ampliação e pressionar as autoridades para que o Estado encontre outro lugar para implantar a unidade. O abaixo assinado está disponível no site: www.abaixoassinado.org

A mobilização contra a penitenciária começou no ano de 2015, quando a possibilidade foi divulgada pelo Governo do Estado. De acordo com os organizadores, assim que o abaixo assinado for finalizado, o documento será entregue ao chefe do executivo municipal, o prefeito Valério Tomazi, e ao governador Raimundo Colombo.

Publicidade