Multinacional norueguesa faz visita técnica em Santa Catarina para avaliar instalação de fábrica

Publicidade

*Sabryna Sartott

Executivos da Proso Managment, multinacional norueguesa que avança na possibilidade de instalação de uma fábrica de containers em Santa Catarina, com investimentos de mais de U$ 3 bilhões, estiveram em Imbituba (SC), nesta terça-feira,  para conhecer as potencialidades do município, que poderá receber a fábrica na Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

Continua após a publicidade

Os empresários visitaram o Porto de Imbituba e também conversaram com representantes do executivo municipal. Também participaram da reunião o vice-governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira, o presidente da Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc), Miguel Ximenes, e o secretário da Articulação Nacional, Acélio Casagrande.

“Estamos avançando no processo de implantação da fábrica norueguesa no Estado, com muito interesse. A região Sul precisa de empreendimentos como este para se desenvolver de forma mais acelerada”, destacou Moreira.

A empresa poderá gerar cerca 1,5 mil novos postos de trabalho, que segundo o vice-presidente da companhia, Oddvar Skjaeveland,serão preenchidos preferencialmente pela mão de obra local, estimulando o desenvolvimento econômico da cidade.

Segundo o presidente do Porto de Imbituba, Rogério Pupo, os executivos fizeram uma avaliação técnica e encontraram condições que atenderiam à instalação da empresa, o que irá fomentar o mercado de Santa Catarina. “Apresentamos nossas condições e temos como atender ao que imaginam instalar aqui”, enfatizou.

O prefeito de Imbituba, Jaison Cardoso, disse estar otimista e destacou o bom momento que vive o município. Cardoso falou ainda que Imbituba possui áreas de terras ociosas, disponíveis para receber futuros investidores. “Imbituba, com 42 mil habitantes, é uma das poucas cidades no Brasil que vai fechar o ano com saldo positivo na geração de empregos e obteve crescimento de 10% na sua receita”.

De acordo com o presidente da Codesc, a empresa não está em Imbituba para anunciar sua instalação, nem a construção de uma ZPE, porém a visita técnica comprova o interesse no município e pode ser considerada como um avanço na atração do importante empreendimento. “Temos uma autorização federal concedida há algum tempo que nos permite a construção de uma ZPE, mas devido às dificuldades estabelecidas pela legislação brasileira, isso ainda não foi possível. Estamos avançando nesse processo e consideramos o Porto de Imbituba com total potencialidade”, explicou Miguel Ximenes.

*Sabryna Sartott é assessora de comunicação.

Publicidade