Obras na ponte Hercílio Luz estão na fase de suporte da estrutura

Publicidade

Operários e máquinas mantém o ritmo acelerado nas obras de sustentação inferior da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis. O presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini, vistoriou, nesta quarta-feira, o canteiro de obras da empresa Empa S.A. – Serviços de Engenharia, responsável pela execução das obras. O serviço emergencial é necessário para dar segurança às próximas etapas de restauração e foi iniciado em abril deste ano. O valor desta etapa será de R$ 10,3 milhões.

Agostini destacou que esta fase deverá estar concluída no prazo previsto, que é outubro deste ano, e que os recursos estão assegurados. “Estamos felizes, primeiro pela organização e segundo pelo andamento da obra. O interessante é que vemos uma evolução no dia a dia. O trabalho está evoluindo da maneira correta e dentro do cronograma”, afirmou.

Continua após a publicidade

No local, cerca de 95 homens e 40 máquinas fazem os trabalhos, que têm a supervisão de técnicos e engenheiros do Deinfra. A empresa responsável pelo trabalho, a Empa, tem sede em Belo Horizonte e mais de 50 anos de experiência no mercado de construção pesada. A companhia faz parte do grupo português Teixeira Duarte.

Esta etapa de trabalho também conta com equipamento que filma o mergulhador executando os trabalhos no fundo do mar, permitindo, com isso, acompanhar as ações que estão sendo feitas a cerca de 30 metros de profundidade.

Os trabalhos de construção da estrutura provisória que sustentará o vão central da ponte foram interrompidos em agosto de 2014, após rescisão do contrato com a Construtora Espaço Aberto diante de atrasos no cronograma da obra. Após esta etapa, a ponte precisará passar pela fase definitiva de restauração.

florianopolis_-_ponte_hercilio_luz_20150610_1922517244

Publicidade