Operação tapa-buracos em Florianópolis avança na região continental

Publicidade

A Prefeitura de Florianópolis está com intenso trabalho de manutenção das vias públicas municipais da Ilha e do Continente com asfalto quente, de melhor qualidade e resistência, na operação tapa-buraco emergencial iniciada na última segunda-feira (27).

Na quinta-feira (30), foram contempladas quatro importantes ruas da região continental. São elas: a Rua Professora Antonieta de Barros, a Rua Tereza Cristina, a Rua Coronel Pedro Demoro e a Rua José Cândido da Silva, no Estreito. E a Estrada Haroldo Soares Glavan, em Cacupé, no Norte da Ilha.

Continua após a publicidade

Vias já beneficiadas

Outras vias do Continente e da Ilha já foram beneficiadas com a operação. São elas: a Rua Eucliedes da Cunha, no Itaguaçu; a Avenida Paulo Fontes, no acesso ao TICEN, no Centro, com serviços nos períodos diurno e noturno, inclusive, e a Estrada Cristovão Machado de Campos, na Vargem Grande, no Norte da Ilha, onde o trabalho foi concluído após a aplicação de quase 200 toneladas de asfalto.

Os trabalhos vem sendo conduzidos pela Secretaria de Infraestrutura e, conjuntamente com a Secretaria do Continente, no que tange à região. Neste caso, a empreiteira responsável é a Construções Shoroeder Ltda., que também ficou com os trabalhos na região central e pelo Sul da Ilha. Já a Britagem Vogelsanger Ltda. está com o Norte e o Leste da cidade.

A prioridade de atenção, neste momento, são os corredores de ônibus, sobretudo, as vias públicas que passaram por intervenções da Casan, além dos casos que necessitam de maiores providências, causados, principalmente, pelas fortes chuvas. Afinal, a partir deste mês de junho, a Prefeitura voltou a assumir a resolução dos problemas nas vias decorrentes das ações da concessionária estatal, conforme ocorria historicamente, mas que, desde o ano passado, estava a cargo da Casan, que declinou do trabalho.

A operação tapa-buraco emergencial vai acontecer pelo prazo de até seis meses ou até a definição da nova licitação que já está em andamento. O trabalho à noite, especificamente, se dará nas vias de maior fluxo de veículos para evitar maiores transtornos.

Publicidade