Pentágono desenvolve arma sonora para ‘enlouquecer’ inimigos

Publicidade

Como parte do programa Joint Non Lethal Weapon, dedicado a criar armas capazes de vencer potenciais inimigos sem a necessidade de matá-los, o Pentágono está desenvolvendo um “raio de som” que fará possível a materialização de vozes no céu.

A arma funciona com um laser que gera bolas de plasma que, ao se chocar com outro laser de curta longitude, cria luzes e sons a mais de 20 quilômetros de distância do lugar de onde foram disparados. Por enquanto, a arma só gera sons amorfos, mas os desenvolvedores acreditam que em breve será possível disseminar vozes humanas.

Continua após a publicidade

A ideia é incorporar essa novidade em diversas manobras militares, para confundir e, inclusive “enlouquecer” momentaneamente os inimigos.

Arma seria capaz de enlouquecer inimigos (Imagem: Shutterstock.com)

Os responsáveis pelo projeto acreditam que poderão ser emitidas ordens contraditórias para desarmar uma investida hostil, e que, inclusive, será possível gerar vozes que emulem experiências religiosas para que os soldados rivais entrem transes místicos.

Publicidade