PF cumpre mandados na Grande Florianópolis em operação para prender contrabandistas

Publicidade

A Polícia Federal deflagrou hoje (5), com o apoio da Receita Federal, a Operação Nicotiana, que visa o combate ao contrabando e comércio de cigarro ilegal, na região da Grande Florianópolis. Os agentes cumpriram 25 mandados de busca e apreensão e seis de prisão preventiva na capital e nas cidades de Palhoça, São José, Tijucas, Itapema, Gaspar, e Criciúma.

As ordens judiciais foram emitidas pela 1ª Vara Federal de Florianópolis, que também mandou bloquear contas bancárias, além de fazer o sequestro de um imóvel e de um veículo dos envolvidos. Participam dos trabalhos cerca de 100 policiais federais, apoiados por 12 servidores da Receita Federal.

Continua após a publicidade

A investigação, que durou pouco mais de um ano, apontou que os suspeitos eram responsáveis por armazenar e distribuir o cigarro contrabandeado para diversos pontos de venda da região. Nesse período, foram realizadas cinco prisões em flagrante e apreendidos cerca de 5.400 pacotes de cigarro contrabandeados e o valor de R$ 240 mil, entre dinheiro e cheques.

Dinheiro apreendido com um dos suspeitos, em São José ( (Foto: PF)

No inquérito policial em andamento para apuração completa dos fatos, os investigados responderão pelos crimes de contrabando e de associação criminosa, cujas penas máximas somadas podem chegar a oito anos de reclusão.

Publicidade