PM prende três ladrões que roubaram posto de saúde em Biguaçu

Publicidade
Computadores recuperados pela polícia (Foto: PM)
Computadores recuperados pela polícia (Foto: PM)

A Polícia Militar de Biguaçu prendeu, nesta segunda-feira à noite, três ladrões que arrombaram a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Fundos e recuperou computadores, aparelho de televisão e outros objetos que foram levados pelo criminosos, durante o feriadão de Páscoa. Dois dos acusados são irmãos e moram no Jardim Janaína. O terceiro é residente no bairro Fundos. Todos são maiores de idade.

A prisão dos acusados ocorreu em menos de 24 horas após o registro do sinistro na polícia. O 2º tenente Eduardo Antônio Schwarz disse, ao Biguá News, que logo após o 24º Batalhão de Polícia Militar ser informado sobre o ocorrido, as guarnições da Agência de Inteligência (AI) foram acionadas e iniciaram os trabalhos de busca e coleta de provas.

Continua após a publicidade

“Após horas de campanas, a guarnição da Agência de Inteligência, juntamente com o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), lograram êxito em abordar os autores, os quais, nobre mencionar, já possuíam diversas passagens pela polícia. Com os abordados, a Polícia Militar de Biguaçu localizou os objetos subtraídos do posto de saúde”, informou Schwarz.

O 2º tenente ainda esclareceu que a PM não usa de subterfúgios ou quaisquer desculpas para se eximir de suas obrigações e, embora durante a semana de Páscoa tenha intensificado o policiamento na região de Governador Celso Ramos – para coibir a prática da ‘farra do boi’ -, o policiamento no município de Biguaçu não foi afetado. “A elucidação de crimes por vezes não é imediata, mas emana diligência e um trabalho de investigação. Ideal, porém impossível seria termos uma viatura em cada esquina”, pontuou.

Esclareceu ainda que a prática da ‘farra do boi’ é um crime como qualquer outro e embora os autores da prática motivem suas condutas em uma prática cultural, perante a lei, são criminosos e sua prática, como qualquer outro crime, continuarão sendo combatidos pela Polícia Militar.

Publicidade