Polícia identifica pessoa que morreu atropelada na Via Expressa e foi enterrada como indigente

Publicidade

Assessoria

A Delegacia de Polícia de Pessoas Desaparecidas (DPPD) segue realizando a identificação de pessoas que foram enterradas como indigentes no Estado de Santa Catarina nos últimos anos. Para a ação, a Polícia Civil conta com o apoio do Instituto Médico Legal (IML).

Continua após a publicidade

Na última quarta-feira, foi possível a identificação de um rapaz que foi atropelado no dia 1º de novembro de 2013, por volta das 5h30, na BR-282, via Expressa, em Florianópolis, sem qualquer documento de identificação.

A investigação consistiu nas pesquisas realizadas com os documentos disponibilizados pelo IML, como impressões digitais, fotos e tatuagens. A vítima era gaúcha e os policiais da DPPD já comunicaram os familiares.

Imagem ilustrativa (Foto: Biguá News)
Imagem ilustrativa (Foto: Biguá News)
Publicidade