Polícia prende autor de latrocínio no Sul do Estado

Publicidade

A Polícia Civil, através da DPMU do Balneário Arroio do Silva, resolveu, em menos de oito horas, um latrocínio – roubo seguido de morte – contra uma mulher de 21 anos, assassinada com dois golpes de faca no pescoço, no final da tarde de segunda-feira, 15.  Ao sair do banho, ela se deparou com o indiciado, de 34 anos, na casa, localizada no Bairro Erechim.

O preso, natural do Rio Grande do Sul e com diversas passagens policiais por dois homicídios, roubos e porte ilegal de arma, confessou o latrocínio da mulher e ainda outro homicídio praticado no último domingo, 14, contra um homem, assassinado com duas facadas no pescoço, por dívida de drogas. Da mulher, ele levou a pasta com materiais do curso de Fisioterapia que frequentava, relógio, celular e secador de cabelo.

Continua após a publicidade

De acordo com o delegado Wellinton Marlon Bosse, após a confissão do segundo crime, policiais civis se deslocaram até a residência da vítima, também no Bairro Erechim e já encontraram o corpo em estado de putrefação.

“Ele relatou que invadiu a casa da mulher porque estava em fuga, após cometer um furto, mediante arrombamento e estava sendo perseguido. E matou a moça porque ela não obedeceu ao pedido dele de ficar calada”, explica.

Segundo o delegado, o autor estava há dois meses na cidade praticando furtos. “Inclusive, relatou que tinha perdido as contas de quantos já havia praticado. E que escolheu se esconder em Arroio do Silva, pelos crimes cometidos no estado vizinho”, afirma.

O delegado disse ainda que com a elucidação destes dois crimes, as cidades de Araranguá e Balneário Arroio do Silva mantêm 100% de delitos graves solucionados.

Participaram da ação, policiais da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá e 1ª DP.

Publicidade