Polícia prende em SC quadrilha que furtava maquinas pesadas

Publicidade

A Polícia Civil deflagrou operação que resultou na prisão preventiva de seis integrantes de uma organização criminosa voltada à prática de furto e revenda de máquinas retroescavadeiras. Além disso, aprendeu-se uma arma de fogo, munições e muitos documentos utilizados para a realização de fraudes, como cártulas de cheque, cartões bancários, procurações e carimbos empresariais.

A operação foi deflagrada por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Gaspar e da Delegacia de Polícia do Município de Ilhota, nos dias 17, 20 e 21 de março, nas cidades de Gaspar, Ilhota, Itajaí, Navegantes, Curitiba e São Paulo. Uma pessoa ainda está foragida.

Continua após a publicidade

De acordo com o delegado Marcos Vinícius Krause Bierhalz, as investigações começaram ainda em 2015, sob presidência do delegado André Amarante, quando duas máquinas retroescavadeiras foram furtadas no município de Gaspar. Elas eram avaliadas em R$ 550 mil.

Ao longo das investigações, apurou-se que os agentes agiam de maneira organizada, inclusive com divisão de tarefas e a venda de máquinas furtadas por valores abaixo do valor de mercado em outros estados da federação. Conforme as investigações, as máquinas eram vendidas por mais de R$ 100 mil reais, tornando a atividade da organização bastante rentável.

As duas retroescavadeiras foram recuperadas, uma na cidade de Votuporanga, no Estado de São Paulo, enquanto a outra na cidade de Colombo, no Paraná.

Os suspeitos foram encaminhados ao Presídio Regional de Blumenau.

Além do apoio da Divisão de Investigação Criminal de Itajaí e COPE/DFRV, a Polícia Civil do Estado do Paraná também participou da operação. A ação foi coordenada pela Delegacia da Comarca de Gaspar.

Publicidade