Polícia prende estelionatário que se passava por advogado em Florianópolis

Publicidade

A Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), prendeu, nesta semana,  um homem suspeito de estelionato. Ele era investigado por se passar por advogado ou assessor jurídico e cometer diversas infrações.

O acusado possuía um escritório – onde também foi cumprido mandado de busca e apreensão – o qual utilizava para a captação de suas vítimas. Ele contratava pessoas para prestar serviços profissionais na atividade jurídica e deixava de pagá-los, além de emitir cheques sem fundos e intermediar e comercializar veículos automotores.

Continua após a publicidade

Segundo o Delegado da Divisão de Defraudações (DD) da DEIC, o suspeito possuía histórico de crimes contra o patrimônio, estelionatos, tráfico de influência e exercício ilegal de profissão. Após a prisão, ele foi encaminhado ao Presídio Masculino da Capital.

Novas vítimas já se manifestaram, afirmando terem sido ludibriadas pelo suspeito. Elas foram orientadas a registrar boletins de ocorrências. A investigação e a operação foram realizadas pela Divisão de Defraudações da DEIC e contou com apoio da Divisão de Combate aos Crimes Contra o Patrimônio e Coordenadoria Estadual de Fiscalização da OAB.

Publicidade