Portugal volta a impor toque de recolher noturno para conter variante Delta

Publicidade

Portugal vai impor um toque de recolher noturno, das 23h às 5h (no horário local), em dezenas de cidades, incluindo a capital, Lisboa, e no Porto, para tentar controlar um surto de infecções causado pela variante Delta do coronavírus, responsável por mais da metade dos novos casos de covid-19 no país. A medida, que começa a vigorar nesta sexta-feira, 2, será implementada em 45 municípios que apresentam alto risco de contaminação, como Albufeira, na região turística do Algarve, no Sul.

O país, que passou por momentos difíceis na luta contra a pandemia em janeiro, registrou 2.449 novos casos de contágio nesta quinta-feira, 1, o maior número desde 12 de fevereiro, quando houve 2.856 casos.

Continua após a publicidade

A média móvel diária é de 1.605 novos casos, também o valor mais alto desde 21 de fevereiro, quando a taxa chegou a 1.681. O número de mortes, no entanto, não apresenta aumento abrupto, com apenas quatro registradas nas últimas 24 horas, e média móvel de 3. Desde o início da pandemia, o país contabiliza 880 mil casos e 17.096 óbitos ao todo.

“Não estamos em situação de dizer que a pandemia está sob controle”, disse a ministra de Estado e Presidência de Portugal, Mariana Vieira da Silva, em uma entrevista coletiva. “É um momento de seguir as regras, evitar aglomerações, festas, e procurar conter os números.”

Novos casos estão sendo reportados principalmente entre os jovens não vacinados. Autoridades estão acelerando a campanha de vacinação para enfrentar o surto, com as pessoas de 18 a 29 anos recebendo suas doses a partir da próxima semana.

Moradores da região metropolitana de Lisboa, onde boa parte dos novos casos está concentrada, terão ainda de apresentar um teste negativo de coronavírus ou um certificado de vacinação para sair ou entrar na área nos fins de semana, já que as restrições de locomoção de sexta-feira a segunda de manhã, instauradas há duas semanas, permanecem em vigor.

Nos 45 municípios onde o toque de recolher noturno será implementado, o trabalho remoto é obrigatório sempre que possível, restaurantes e cafés devem fechar às 22h30, e os casamentos só podem ser realizados sob as regras de capacidade.

Em 19 das 45 cidades – incluindo Lisboa e Albufeira – onde o risco de contágio é “muito alto”, restaurantes, cafés e outros tipos de comércio devem fechar às 15h30 durante o fim de semana.

Portugal já vacinou com ao menos uma dose 5,6 milhões de habitantes, o equivalente a 55% da população, enquanto 3,4 milhões (33,5% da população) já receberam as duas doses. (Com agências internacionais).

Publicidade