Prefeito cobra melhorias da Casan e pede mais agilidade nos serviços

Publicidade

O prefeito Ramon Wollinger (PSD) e o vice-prefeito Vilson Norberto Alves (PP) reuniram-se com diretores da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), nesta quarta-feira (14), para reivindicar melhorias nos serviços prestados no município de Biguaçu. Entre os pedidos apresentados está a recomposição dos pavimentos que sofrem intervenção nos vazamentos de água.

O prefeito explicou a grande quantidade de reclamações que a Prefeitura recebe diariamente através da ouvidoria, dos canais de atendimento e diretamente no gabinete. “Queremos a recuperação imediata após o conserto dos vazamentos. Entendemos que é preciso um período para adensamento do solo, mas não podemos admitir a demora de semanas e até meses para que um pavimento seja recuperado”, apontou Wollinger.

Continua após a publicidade

O superintendente regional de negócios da Região Metropolitana da Grande Florianópolis da Casan, Jair Sartorato, disse que “a solicitação do prefeito será atendida e que a companhia estará buscando celeridade na recuperação e conclusão dos serviços iniciados”.

O vice-prefeito cobrou a ampliação da rede de abastecimento de água no interior do município. “Queremos que todos os moradores tenham acesso ao fornecimento de água tratada e isso está previsto no contrato entre companhia e prefeitura”, comentou Vilson.

Foto: Paulo Rodrigo Ferreira (Dicom)

ETA em Sorocaba

A Casan informou que está finalizando as obras de implantação da Estação de Tratamento de Água (ETA) na localidade de Sorocaba de Dentro e solicitou apoio da Prefeitura na execução de melhorias no acesso à estação. A ETA deverá ser inaugurada no final do mês de julho.

Os moradores que desejarem a instalação de água em suas residências deverão fazer a solicitação diretamente no escritório da companhia em Biguaçu, na Rua Lúcio Born, 85, Centro.

Participaram da reunião o engenheiro e gerente regional Pedro Jair Horstmann, o gerente da agência da Casan em Biguaçu, José João Cordeiro, e a consultora de engenharia da Prefeitura de Biguaçu, Salete Li.

Publicidade