Prefeito de Biguaçu reforça municipalismo durante evento em Brasília

Publicidade

Prefeito-Ramon-sendo-entrevistado-pela-TV-Senado-durante-a-Marcha-a-BrasíliaO prefeito de Biguaçu, Ramon Wollinger, participa da 18ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O evento está sendo realizado desde segunda-feira (25) e segue até esta quinta-feira (28).

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a expectativa é de que aproximadamente oito mil pessoas passem pela Marcha, entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e demais gestores municipais, nesse que é o maior evento municipalista do país. A comitiva de Santa Catarina levou cerca de 200 representantes.

Continua após a publicidade

Entre as principais lutas dos prefeitos debatida no encontro, está a revisão do Pacto Federativo, que prevê novos critérios de distribuição proporcional dos recursos federais. Para o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, diante da crise econômica, o novo Pacto Federativo “tem que ser transparente e pensado junto com os municípios”.

Entrevistado pela TV Senado, o prefeito Ramon destacou que “o cotidiano das pessoas acontece no município. É à prefeitura que o cidadão recorre, por isso precisamos cada vez mais fortalecer o movimento municipalista para garantir mais recursos e mais investimentos para levar serviços públicos de qualidade à população. Hoje no país apenas 17% do que é arrecadado em impostos vai para os cofres das prefeituras, essa realidade precisa ser revista urgentemente, e só com a união dos prefeitos e entidades representativas dos municípios poderemos obter avanços”.

Para o presidente da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), José Caramori, “o sistema de distribuição do bolo tributário é injusto e não pode continuar desta forma e paralelamente a esta questão falimentar dos municípios brasileiros ainda temos as questões das outras reformas que estão sendo discutidas e que não avançam na velocidade que deveriam avançar”.

Além de participar da Marcha, o prefeito Ramon visitou parlamentares da bancada catarinense, entre eles o senador Dalírio Beber, que assumiu a vaga deixada pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira, falecido no dia 10 deste mês.

Publicidade