Prefeitos cobrarão governo para acelerar ampliação da Via Expressa

Publicidade
Congestionamento na Via Expressa 2 - Agência RBS
Via Expressa (Agência RBS)

Com um movimento superior à ponte Rio-Niterói, a BR-282 (Via Expressa) comporta mais de 400 mil veículos por dia passando pelas pontes Colombo Salles e Pedro Ivo.

Os congestionamentos na região foram tema de uma nova bandeira que será levantada pelos 13 prefeitos da Grande Florianópolis: o início das obras de duplicação.

Continua após a publicidade

A reunião, que ocorreu em São José na manhã desta quinta-feira (21), resultou em um documento com ações que precisam emergencialmente ser tomadas. A principal é iniciar pelo menos parte da obra, que era para ter começado em 2014.

“O DNIT já tem um projeto completo que resolveria o problema, é uma obra grande, de alto custo, por volta de R$ 500 milhões, mas o Governo Federal pode começar, fazer uma etapa pelo menos, já iria desafogar e essa será nossa luta”, disse o prefeito Cesar Souza Junior.

A prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, que recebeu os prefeitos em seu gabinete, deu seu próprio testemunho de como é importante que esta obra saia do papel.

“Para resolvermos assuntos no governo do Estado, temos que sair duas horas antes, um tempo que poderíamos estar economizando a favor da cidade, e, como eu, todos passam pela mesma situação. É um impacto econômico incalculável”, afirmou.

Entre os próximos passos dos prefeitos estão pedir apoio do governador e ir a Brasília pressionar para o início imediato das obras. “Fizemos o mesmo com o anel viário e deu certo. Esperamos conseguir um resultado semelhante com a Via Expressa”, salientou Cesar Souza Junior.

A informação é da assessoria.

Publicidade