PSDB decide apoiar Tuta para prefeito

Publicidade

O PSDB de Biguaçu decidiu, em reunião feita nesta quinta-feira à noite, se coligar com o PMDB e apoiar a candidatura de Vilmar Astrogildo Tuta de Souza para prefeito municipal, informou, ao Biguá News, o vereador José Braz da Silveira. “Nossa convenção será na terça-feira (2), mas na reunião de ontem já decidimos fechar com o PMDB”, disse.

Braz chegou a lançar pré-candidatura a prefeito no começo do ano e trabalhava para concretizar o projeto como “terceira via”. No entanto, ele recuou e os convencionais decidiram que vão para a oposição. Nas últimas duas eleições (2008 e 2012), nos pleitos que elegeram e reelegeram José Castelo Deschamps (PP) como chefe do Poder Executivo do município, o PSDB emplacou o vice-prefeito Ramon Wollinger. Após Castelo renunciar ao cargo, em dezembro de 2014, Ramon assumiu a Prefeitura, mas trocou o tucanato pelo PSD.

Continua após a publicidade

Com essa decisão de não ter candidato próprio à majoritária, Braz não tentará nova eleição para vereador e ficará sem disputar nenhum cargo eletivo no dia 2 de outubro. No dia 31 de dezembro, ele encerrará seu quarto mandato de legislador municipal, vividos entre 1989 a 1996 e entre 2008 a 2016.

PSDB e PMDB juntos na proporcional

Na chapa majoritária, o PSDB coligará apenas apoiando os candidatos Tuta e André, ambos do PMDB, sem indicar nome para vice. Mas, para vereador, os dois partidos estarão coligados. O PMDB apresentará 20 candidatos para a disputa e o PSDB dez.

Convenção do PMDB e PPS

Neste sábado de manhã, o PMDB e o PPS fazem suas convenções, no mesmo ambiente, no clube 17 de Maio, entre as 9h15 e 11h15. O partido liderado pelo vereador Nei Cunha vai entrar apoiando Tuta e André para prefeito e vice, e trabalha coligação com outros partidos que também apoiam o bloco. “Nossa intenção é ter 30 candidatos nessa coligação”, falou Nei, sem citar os outros partidos.

Publicidade