Sábado é o ‘Dia D’ de vacinação contra o sarampo; Florianópolis tem 17 casos

Publicidade

Neste sábado (19) todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Biguaçu estarão abertas das 8h às 17h, para a vacinação contra o sarampo. Neste momento está sendo intensificada a imunização de crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Pais ou responsáveis que não sabem, perderam o comprovante ou realmente não vacinaram a criança, devem procurar a UBS mais próxima para verificar e atualizar a caderneta. 

Quem não conseguir comparecer ao ‘Dia D’ poderá levar as crianças até o dia 25 de outubro para receber a vacina, quando será encerrada a primeira fase da campanha. Pais ou responsáveis que queiram se vacinar também poderão aproveitar a oportunidade para atualizar a vacinação do Sarampo, caso não sejam imunizados ainda, não tenham ou perderam o comprovante. 

Continua após a publicidade

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Biguaçu, Aline Piaceski Arceno, alerta que “as crianças menores de 5 anos, em especial, precisam de mais atenção porque correm um risco maior de desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia, infecções no ouvido e podem até morrer em decorrência do Sarampo”. 

Já a segunda fase da mobilização será no período de 18 a 30 de novembro com a aplicação de doses em adultos entre 20 e 29 anos de idade. O Dia D da segunda fase será em 30 de novembro. 

A ação do Ministério da Saúde, em conjunto com estados e municípios, é devido ao surto da doença que atinge 19 estados brasileiros, incluindo Santa Catarina. Em último Boletim Epidemiológico publicado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina (Dive/SC) até o dia 11 de outubro deste ano foram confirmados 34 casos de Sarampo e 17 estão em investigação e/ou reteste. Desses, três foram em tripulantes de navio no mês de fevereiro de 2019 e outros 31 casos estão distribuídos geograficamente nos municípios de Florianópolis (17), Barra Velha (3), Joinville (2), Palhoça (2), Guaramirim (1), Balneário Camboriú (1), Schroeder (1), Guabiruba (1), São João Batista (1), Imbituba (1) e Concórdia (1). 

O calendário de vacinação prevê que as crianças tomem a primeira dose da vacina Tríplice Viral (protege contra Sarampo, Caxumba e Rubéola) aos 12 meses e a segunda e última dose aos 15 meses. No entanto, caso a criança não possua o registro de imunização, precisa ser levada até uma Unidade de Saúde para atualizar a situação vacinal. Além dessas duas doses, o Ministério da Saúde também recomenda que crianças entre 6 e 11 meses tomem a “dose zero” da vacina e depois sigam o esquema de vacinação normalmente. 

“No caso dos jovens adultos com idade entre 20 e 29 anos são necessárias duas doses da vacina ao longo da vida. Caso tenham dúvidas se tomaram ou não, a recomendação é que vá até uma sala de vacina para esclarecer”, ressaltou Aline.

As informações são da assessoria.

Publicidade