Santa catarina pode fazer parcerias com Tailândia e Canadá

Publicidade

*Rafael Paulo

Durante visita oficial a Santa Catarina nesta segunda-feira (7), a cônsul-geral da Tailândia em São Paulo, Thassanee Wanick, e o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond, acordaram o início do processo de irmanamento de Santa Catarina com uma província tailandesa para estreitar os laços entre o Estado e a Tailândia.

Continua após a publicidade

“A Tailândia pode se tornar um grande parceiro de Santa Catarina na Ásia”, avalia o secretário Virmond. “Queremos aumentar as nossas exportações para o mercado asiático e essa parceria é muito importante para nós”, completou. O próximo passo é identificar uma província na Tailândia com perfil semelhante a Santa Catarina.

Segundo a cônsul Wanick, no Estado há muitas oportunidades e áreas para cooperação, como tecnologia, turismo, esporte e cultura. Os tailandeses também tem interesse no setor hoteleiro e emspas. “Vamos encontrar oportunidades para trabalhamos juntos”, disse Wanick, que convidou os catarinenses para uma missão à Tailândia em 2016.

A ampliação do comércio bilateral também teve lugar na pauta. A representante tailandesa apresentou o seu país como porta de entrada mais fácil para outros mercados da Ásia. A reunião contou com a participação de representantes técnicos da Secretaria de Assuntos Internacionais (SAI), da Fazenda e do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

Sustentabilidade e preservação

Como ambientalista e presidente honorária Green Building Council Brasil, Wanick se colocou à disposição para ajudar a tornar a indústria da construção civil catarinense mais sustentável, mantendo a rentabilidade. Segundo ela, o Brasil é o quarto país em certificados para edifícios sustentáveis.

Wanick comemorou a realização da Elephant Parade – evento que o Governo do Estado apoia institucionalmente por meio da SAI – em Santa Catarina. Florianópolis será a primeira parada da Elephant Parade na América Latina. São 50 esculturas instaladas na cidade entre novembro deste ano e janeiro de 2016.

Parte dos recursos financeiros levantados com a iniciativa será destinada a projetos de preservação dos elefantes asiáticos. Um deste projetos está em andamento na Tailândia.

Parceria com Ontário

Também nesta segunda-feira, o secretário Virmond recebeu o cônsul comercial responsável pela promoção do comércio entre a província canadense de Ontário e Brasil, Todd Barrett. “Temos interesse em abrir um grande canal de cooperação com o Canadá, especialmente na área de tecnologia e saúde”, disse Virmond.

Barrett explica que Ontário tem 19 mil empresas no setor de tecnologia da informação, que contribuem com CD$ 30 bilhões ao produto interno bruto da província. Segundo ele, o Ontário também é uma opção para empresas catarinenses que queiram entrar no mercado americano, devido aos custos e proximidade com grandes centros comerciais nos EUA, como Nova York.

De acordo com o cônsul canadense, Ontário é receptiva aos estrangeiros. “Metade da população de Toronto nasceu em outros lugares”. Na região, há 120 mil pessoas com o português como primeiro idioma, a maioria originado de Portugal.

*Rafael Paulo é assessor da Secom

Publicidade