SC retira R$ 96 milhões da segurança pública em um ano; o maior corte do país

Publicidade

Santa Catarina foi o Estado que mais retirou recursos para segurança pública, em termos de números brutos, apontou a 10° edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e atualizado neste dia 3 de novembro. Foram R$ 55 milhões aplicados em 2015, contra R$ 151 milhões em 2014. O corte foi de R$ 96 milhões no período, o que representa diminuição de 63,7%do orçamento para policiamento.

No entanto, apesar da retirada do considerável volume de recursos do orçamento estadual, o anuário mostra que Santa Catarina é o segundo com menor taxa de mortes violentas intencionais entre 2011 a 2015: São Paulo (11,7 a cada 100 mil pessoas), Santa Catarina (14,3) e Roraima (18,2).

Continua após a publicidade

O Governo do Estado também cortou recursos da Defesa Civil – que não compreende segurança pública. Enquanto em 2014 foram alocados R$ 6,9 milhões, em 2015 foram usados R$ 3,5 mi – supressão de 49%. Esses dados estão na página 60 do anuário.

Âmbito nacional

Estados e União gastaram R$ 76,1 bilhões em 2015 com segurança, valor 11,6% superior a 2014, quando os gastos somaram R$ 68,2 bilhões. Só com policiamento nas ruas, foram R$ 23,9 bilhões em 2015 (16,9% a mais do que em 2014). Outros fatores analisados nos gastos do índice foram informação e inteligência, com R$ 829 milhões em 2015 (valor 30% inferior a 2014) e demais subfunções, com gastos de R$ 48,6 bilhões no ano passado (alta de 12,1% em relação ao ano anterior).

Segundo o levantamento, os recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública, repassados pela União aos estados, encolheram quase 50% desde sua criação em 2002.

Dentre os estados que mais tiveram incremento nos gastos com policiamento, destaca-se a Bahia, com aumento de mais de 576% do dispêndio em relação a 2014. Foram mais de R$ 3,3 bilhões em 2015. Roraima também teve alta no investimento na área de mais de 140% em relação ao ano anterior, chegando a mais de R$ 15 milhões aplicados em segurança.

*As informações de Santa Catarina são do Biguá News e as de âmbito nacional são do G1

 

Publicidade