Secretaria de Educação de Biguaçu suspende aulas amanhã

Publicidade
Frota escolar em Biguaçu ficou sem óleo diesel (Foto: Divulgação)

As aulas na rede municipal de ensino de Biguaçu estão suspensas nesta segunda-feira (28), devido ao desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros – que chegou ao sétimo dia neste domingo. A secretária Kátia Roussenq Bichels enviou, hoje de manhã, comunicado a todos os diretores e diretoras de escolas e creches informando sobre a paralisação das atividades.

“Com relação a terça-feira, a gente vai dando posicionamento no final do dia. Então avisem as famílias. A Prefeitura vai emitir um comunicado oficial”, diz áudio da secretária enviado via WhatsApp aos profissionais da área.

Continua após a publicidade

“Tal medida se faz necessária pela impossibilidade de deslocamento de professores e servidores da Secretaria Municipal de Educação que dependem de transporte coletivo e/ou combustível, até os locais de trabalho. Outro fator que motivou a suspensão das aulas na rede municipal é o racionamento de água proposto pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) e o desabastecimento de produtos para alimentação dos alunos”, diz a nota publicada há pouco.

Mais:

“Se a greve avançar até segunda-feira, teremos um caos”, diz liderança dos caminhoneiros

Manifestantes liberam carga de gasolina da Transpetro em Biguaçu para abastecer viaturas

Postos da Grande Florianópolis já registram prejuízo de R$ 1 milhão por dia

“Os demais serviços prestados diretamente pelo município estão mantidos, podendo haver deficiência por conseqüência da possível redução de servidores, pelo mesmo motivo acima exposto. Ambulâncias e demais veículos oficiais estão sendo abastecidos pelo sistema próprio da Prefeitura, que possui tanques com reserva técnica. Os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), Unidades Básicas de Saúde (UBS) e do Hospital Regional de Biguaçu Helmuth Nass funcionarão normalmente”, completa o comunicado.

Publicidade