Secretário diz que presidente do sindicato faz campanha com pedido de reajuste salarial

Publicidade

O secretário de Administração de Biguaçu, Daniel Cesar da Luz, apontou, em entrevista ao Biguá News nesta tarde de quarta-feira, que teria havido intransigência por parte do presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Prefeitura Municipal de Biguaçu (Sintramubi), Jorge Eduardo Silva, nas tratativas para se chegar a um acordo para o reajuste dos servidores públicos. Também afirmou que ele estaria fazendo uso político da campanha salarial visando ser reeleito para comandar a entidade sindical por mais um mandato.

Daniel aduz que foram feitas várias reuniões entre ele e Jorge para tentar se chegar a um consenso, mas que o sindicalista não estaria disposto a ceder na sua pedida inicial. A Prefeitura ofertou aumento salarial de acordo com a inflação oficial de 2016, que foi de 6.58%. “Foram feitos mais de dez atendimentos ao atual presidente e ele mudou suas palavras verbais das escritas [no ofício rejeitando a proposta]”, afirmou.

Continua após a publicidade

O Sintramubi está convocando seus filiados para assembleia geral, na data de 6 de abril, a partir das 8h30, na Praça Nereu Ramos, para debater extensa pauta de reivindicações junto à administração do município. A principal delas é reajuste de 8,5% de perdas inflacionárias, junto com 40% no vale-alimentação; plano de saúde para os servidores municipais; redução da jornada de trabalho de 40 para 30 horas semanais para o quadro civil sem perda salarial, entre outros pedidos (veja a lista).

Daniel afirma que a oferta da Prefeitura de Biguaçu foi feita “com os pés no chão” devido à crise financeira e que nenhum outro município da Grande Florianópolis fez propostas semelhante aos seus servidores. “Nenhum outro prefeito ofereceu o que foi oferecido. Fora que estamos com tratativas de implantação de plano de saúde”, falou, completando que os servidores biguaçuenses já poderiam estar recebendo a folha salarial de março com o reajuste, caso as negociações entre Prefeitura e Sintramubi tivessem avançadas.

Uso político

O secretário de Administração aponta que o presidente do sindicato estaria usando a campanha de reajuste salarial para tentar se reeleger para novo mandato. As eleições no Sintramubi estão marcadas para ocorrer nesta quinta-feira, dia 30 de março, entre as 8h e 18h, ou no dia 31, caso não haja coro suficiente na primeira chamada. “Uma pena o presidente não honrar suas tratativas (…) fora da mesa de negociação ele muda sua posição, pois está em eleição. O presidente do sindicato usa o que estamos trabalhando para se beneficiar em sua campanha”, diz Daniel.

Outro lado

Sobre as tratativas em rodadas de negociação, o presidente do sindicato afirmou, à reportagem, que na administração pública não existe informalidades e que o único oficio que recebeu do município sobre as negociações salariais foi o de nº 055/2017.

Sobre estar supostamente usando a campanha de reajuste salarial para angariar votos à reeleição, Jorge pontuou que não foi chamado em momento algum para rodada de negociações. “Desculpas esfarrapadas. Não tentamos. Hoje é quarta. E nada”, comentou o sindicalista.

 

*Atualizada às 17h25

Publicidade