Servidores de Florianópolis decidem entrar em greve a partir desta terça

Publicidade

Os servidores municipais de Florianópolis votaram pela greve em assembleia nesta segunda-feira (16). Conforme o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Sintrasem), a paralisação é por tempo indeterminado a partir da 0h desta terça (17). Participaram da assembleia 5 mil pessoas, conforme o sindicato.

De acordo com o sindicato, a mobilização quer pressionar pela retirada do pacote de projetos de lei que foram enviados pelo prefeito Gean Loureiro (PMDB) à Câmara de Vereadores. Em nota, a prefeitura de Florianópolis classificou a greve como ilegal e disse que não há base para a paralisação.

Continua após a publicidade

Entre as 40 medidas do pacote batizado pela prefeitura de “Floripa Responsável”, estão mudanças na previdência do servidor público, em gratificações, além de permitir a privatização e terceirização de serviços públicos.

A prefeitura infomou também que vai descontar os dias parados e ingressará na Justiça contra o Sintrasem.

O prefeito Gean Loureiro “lamentou a atitude do sindicato e garante que o pacote de medidas visa proteger a garantia dos servidores de receber seus salários em dia”, disse a prefeitura, em nota.

Publicidade