Sob forte desgaste, Douglas tenta pegar ‘carona’ na popularidade de Moro

Publicidade

Coluna Entrelinhas/Alexandre Alves – Sob forte desgaste frente à chefia da Casa Civil de Santa Catarina, o vereador licenciado de Biguaçu Douglas Borba (PSL) publicou foto, nesta sexta-feia (24), junto com Sérgio Moro – que hoje pediu exoneração do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Na foto também está o governador Carlos Moisés (PSL). “Com a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública, quem perde é o povo brasileiro. Exemplo de ética e seriedade, símbolo do combate à #corrupção, o ex-ministro sempre manteve ótimo relacionamento com o Governo do Estado de Santa Catarina. Agradecemos a parceria e desejamos boa sorte nos próximos desafios!“, postou.

Douglas, Moro e Moisés (Foto: Divulgação)

Douglas está muito desgastado no cargo estadual que ocupa, depois da trapalhada do governo na contratação de uma associação para a instalação de um hospital de campanha em Itajaí. O valor do contrato era de R$ 77 milhões – sem licitação – e a Justiça suspendeu, por suspeita de irregularidades no processo (que foi feito em menos de 24 horas). Notícias surgiram questionando a ligação de Borba com o escritório de advocacia que assessora quem foi escolhido para implantar a unidade temporária. Os sócios do escritório têm forte ligação pessoal com Douglas.

Continua após a publicidade

Leia também:

Deputado protocola na Alesc pedido para convocação de Douglas Borba

Escritório de advocacia de Biguaçu assessora hospital que ganhou contrato R$ 77 milhões

Na Assembleia Legislativa tramita um pedido de convocação do chefe da Casa Civil para dar explicações. Também há a informação de uma provável instalação de CPI para investigar a fundo a contratação – que após duas intervenções judiciais e muita reclamação da sociedade fora cancelada pelo governador. Caso a CPI saia do papel, é certo que Borba deve ser um dos arrolados para prestar depoimento.

Noutra vertente de desgaste, um bloco político de Tubarão – liderado por Lucas Esmeraldino, ex-candidato ao Senado pelo PSL – quer remover Douglas do cargo. Um dos motes desse movimento é de que chegou a hora de tirar a “República de Biguaçu” da Casa Civil. Esmeraldino ocupa cargo de secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Na formação do secretariado de Moisés, ele queria uma pasta de maior relevância, mas teria sido “tolhido” por Douglas.

A foto postada hoje pode ser entendida como uma tentativa de Douglas de “pegar carona” na popularidade de Moro, em um momento de fragilidade do político biguaçuense na pasta que ocupa transitoriamente. A postagem também serve como um contraponto ao bolsonarismo em Santa Catarina, que virou-se contra a administração de Moisés ainda em 2019. A foto diz, de forma subjetiva, “preferimos Moro ao invés de Bolsonaro”.

Publicidade