Sob gestão de Salmir, Câmara de Biguaçu devolve R$ 300 mil ao município

Publicidade

A Câmara de Vereadores de Biguaçu devolveu na manhã desta sexta-feira (27) o valor de R$ 300 mil ao Poder Executivo Municipal. O prefeito Ramon Wollinger recebeu no seu gabinete o presidente Salmir da Silva, que entregou um cheque simbólico representando a devolução das sobras dos recursos repassados durante o ano de 2019 e que não foram usados pelo Legislativo.

Salmir repassa cheque simbólico de R$ 300 mil devolvido pela Câmara (Foto Giulia Luft – DICOM PMB)

Durante o ano, a Prefeitura repassou o valor de R$ 7,555 milhões recursos que foram usados na manutenção da Casa Legislativa, pagamentos dos servidores, vereadores e despesas tributárias.

Continua após a publicidade

“Durante todo o ano desenvolvemos um trabalho com transparência e zelo pelo dinheiro público, aplicamos com cuidado os recursos encaminhados pela Prefeitura, poupamos o máximo que conseguimos e agora temos a satisfação de devolver o recurso que não foi usado para que o prefeito utilize no que for mais importante para a cidade”, destacou Salmir.

A prática de devolver recursos ao Executivo tem sido comum nas ultimas legislaturas. “Esse momento tão importante que estamos vivendo na última sexta-feira do ano, fortalece a certeza do bom relacionamento dos vereadores com o prefeito e da transparência e responsabilidade do presidente Salmir durante este ano que esteve a frente dos trabalhos na Câmara. Isso prova que é possível economizar e fazer um bom trabalho e aumenta nossa responsabilidade para investirmos esse valor em ações que melhorem a vida dos biguaçuenses”, destacou Ramon.

O ato ocorreu após a realização da ultima sessão extraordinária do ano legislativo e foi acompanhado pelo procurador-geral do Município, Daniel Lohn, pelo procurador da Câmara, Vinícius Amaral e pelo secretário de Saúde, Daniel César da Luz.

Publicidade