Time chinês de Felipão vira sobre o América-MEX e pega o Barcelona na semifinal do Mundial

Publicidade

Gazeta Esportiva

time_felipao
Foto: Kazuhiro Nogi/AFP

O adversário do Barcelona na semifinal do Mundial de Clubes já está definido: o Guangzhou Evergrande. Na madrugada deste domingo, a equipe chinesa comandada por Luiz Felipe Scolari venceu o América-MEX por 2 a 1, de virada, no Estádio Nagai, em Osaka, Japão. O duelo foi marcado por gol e bela atuação do volante ex-corintiano Paulinho.

Continua após a publicidade

Após primeiro tempo com mais posse de bola e iniciativa ofensiva, os mexicanos saíram na frente aos nove minutos da etapa final, com gol de Oribe Peralta. A equipe asiática, então, partiu para cima em busca do empate, mas perdeu duas chances seguidas, com Zheng Zou e Feg, respectivamente.

Mas, aos 35, enfim os comandados de Felipão conseguiram a igualdade no marcador. Paulinho iniciou contragolpe pela esquerda e cruzou. Gao Lin fez o desvio e a bola sobrou para Zheng Long, que entrou no lugar de Robinho no intervalo, completar e fazer a festa da torcida chinesa.

O volante brasileiro voltou a brilhar nos acréscimos. Aos 47 minutos, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, Paulinho subiu mais que a marcação e cabeceou bem para superar o goleiro Muñoz, que saiu, mas não achou nada, e viu os chineses comemorarem a classificação.

Agora, o Guangzhou, que também conta com Ricardo Goulart e Elkeson, volta a campo nesta quinta-feira, às 8h30 (de Brasília), para enfrentar o Barcelona, em Yokohama. Será a terceira vez que Felipão enfrenta um time europeu no Mundial. Em 1995, foi derrotado pelo Ajax com o Grêmio, e, em 1999, à frente do Palmeiras, caiu diante do Manchester United.

 

Publicidade