Vereadora Salete explica doação de santinhos via JBS para campanha a deputada estadual

Publicidade

A vereadora Salete Orlandina Cardoso (PR) esclareceu, na tribuna da Câmara de Biguaçu, durante sessão realizada na noite desta segunda-feira (22), a doação de “valor estimado” à sua campanha a deputada estadual em 2014, quando ela concorreu pelo PV. Os recursos foram repassados em forma de “santinhos” pelo comitê estadual, com valor correspondente a R$ 1.242,00, e origem na doação da JBS à campanha de reeleição do governador Raimundo Colombo (PSD).

Ao Biguá News, a parlamentar disse que, assim como a maioria dos candidatos da coligação, recebeu um volume de santinhos para fazer campanha. Propaganda essa que tinha junto o candidato a governador. “Como candidata a deputada estadual logicamente que os santinhos são repassados com o nome dos candidatos à chapa majoritária. Mas isso não quer dizer que eu tenha recebido algum valor da JBS. O que ocorreu foi que a empresa doou à campanha do Colombo, que repassou santinhos aos candidatos da coligação”.

Continua após a publicidade

Salete também disse não conhece os executivos da empresa e não fez nenhum pedido de recursos aos doadores. “O que veio foi o valor estimado da campanha do Raimundo Colombo. Se ele recebeu doação de forma irregular, não é um problema meu. Eu apenas ganhei os santinhos. Graças a Deus eu estou bastante tranquila com relação a esse assunto, mas sempre tem que prefira distorcer os fatos”, comentou.

Vereadora Salete Cardoso (Foto: Biguá News)

Campanha de Colombo

Os executivos da JBS disseram, em delação premiada à Procuradoria Geral da República (PGR), que repassaram R$ 10 milhões a Raimundo Colombo na campanha de 2014, com interesse em beneficiar-se de uma eventual licitação para a venda da Casan. O governador refuta qualquer irregularidade e diz que recebeu doações contabilizadas e declaradas à Justiça Eleitoral.

*Atualizada às 23h35

Publicidade