Vereadores apontam que falta de manutenção contribuiu com alagamento em Biguaçu

Publicidade

O alagamento nas vias públicas de Biguaçu ocorrido na manhã do último sábado, dia 31 de março, repercutiu na tribuna da Câmara Municipal na sessão desta segunda-feira (2). A maioria dos vereadores que usaram do microfone durante as falações apontou que as ruas e avenidas da cidade ficaram cheias principalmente por causa da falta de manutenção nas galerias para escoamento da água.

A vereadora Magali Eliane Pereira Prazeres (MDB) pontuou que a macrodrenagem funcionou durante a forte chuva daquele dia, caso contrário a enchente teria sido maior. No entanto, ela apontou que a atual administração não estaria fazendo a devida limpeza dos canais. “No meu ponto de vista, o maior problema hoje é a falta de manutenção nas galerias e nos bueiros. Na rua João Luiz Pacheco, no Carandaí, por diversas vezes eu já solicitei a limpeza e manutenção nos bueiros, que estão entupidos, cheios de areia”, relatou a parlamentar.

Continua após a publicidade

O vereador Nei Cunha (PPS) elogiou o ex-prefeito José Castelo Deschamps (PP) pela construção da obra, avaliou que a chuva de sábado foi torrencial, e apontou problemas em um ponto específico, na rua João Luiz Pacheco. “Realmente a chuva foi forte, mas qualquer chuva que dá, ali alaga. Eu acredito que a tubulação esteja obstruída. Tem que ser feito alguma coisa urgente, para poder escoar a água daquela rua quando chove”, cobrou.

O vereador Ednei Müller Coelho, o “Patê” (DEM), disse que fez uma indicação para que a Secretaria de Obras faça manutenção em algumas galerias e valas para escoamento de água da chuva. “A Prefeitura já começou hoje a abrir algumas valas para dar mais escoamento às águas. [O alagamento] tem a ver com lixo que se joga nas ruas, com areias de construções que correm para a tubulação, tudo isso contribui. No Vendaval não ocorriam alagamentos há cerca de sete anos, desde a construção da macrodrenagem, mas do ano passado para cá está ficando preocupante de novo”.

Mais: Ruas voltam a ficar alagadas em Biguaçu com fortes chuvas; veja vídeo

O presidente da Câmara, Marconi Kirch (DEM), disse que a chuvarada foi muito forte, que chegou a passar enxurrada sobre a BR-101, na região do bairro São Miguel. “Se não tivesse a macrodrenagem estaria tudo embaixo de água. Foi muita água em um curto espaço de tempo. Logicamente que a questão dos lixos nos bueiros contribui. Sobre os pedidos de vários vereadores de limpeza nas galerias, é óbvio que precisa ser feito, mas nesse final de semana houve uma série de coincidências que causou esse alagamento em vários pontos de nosso município”.

Prefeitura inicia manutenção

Foto: Divulgação

Na tarde de ontem, máquinas da Secretaria de Obras iniciaram limpeza de valas e canais nos bairros Bom Viver, Universitário e Vendaval. “Esta ação de limpeza é realizada constantemente pela Prefeitura, mas tem sido intensificada nestes primeiros meses do ano, período de chuvas e trovoadas. A ocorrência de chuvas torrenciais junto com a alta da maré no último sábado causou o alagamento de algumas localidades, o que motivou uma força tarefa de várias secretarias e Defesa Civil Municipal para minimizar o risco de novas ocorrências”, diz trecho de publicação na página da Prefeitura de Biguaçu.

Publicidade