Vilson é empossado presidente da Câmara em sessão com auditório lotado

Publicidade
Várias pessoas prestigiaram a posse de Vilson (Foto: Biguá News)
Várias pessoas prestigiaram a posse de Vilson (Foto: Biguá News)

O vereador Vilson Norbeto Alves (PP) foi empossado presidente da Câmara de Biguaçu, nesta segunda-feira à noite, em sessão solene no auditório da Biblioteca Municipal. Ele comandará aquele Poder Legislativo até o dia 31 de dezembro de 2016, junto com o vice-presidente Ednei Müller Coelho, o “Patê” (DEM), o primeiro secretário Douglas Borba (PP) e, segundo-secretário, Manoel Airton Pereira, o “Bilico” (PP).

Centenas de pessoas prestigiaram o ato de posse da nova mesa diretora, incluindo o prefeito Ramon Wollinger (PSD), o ex-prefeito José Castelo Deschamps (PP), a ex-presidente da Câmara Salete Cardoso (PV), vereadores de Biguaçu e o vereador do município de Antônio Carlos, Pio Elias Rodrigues (PP).

Continua após a publicidade

Vilson disse, ao Biguá News, que a Câmara pode esperar muito empenho de sua parte no cargo de presidente, mas que também conta com o apoio de todos os parlamentares para realizar uma boa gestão da Casa de Leis. Falou, ainda, que atuará para que o Legislativo mantenha a harmonia com o Poder Executivo.

“Espero continuar a relação de boa vizinhança, como sempre tive com o prefeito Ramon, meu parceiro e amigo, mas também representar os anseios de toda a sociedade junto ao Poder Executivo, e analisar os projetos encaminhados à Câmara com todo cuidado para nunca ser necessário rejeitar nenhum tipo de projeto”, comentou.

Os integrantes da mesa diretora iniciaram, hoje, durante o dia, o trabalho interno na Câmara, fazendo uma reunião com todos os servidores daquela casa. A primeira sessão ordinária do ano está marcada para o dia 1º de fevereiro, mas Alves poderá convocar sessão extraordinária, caso seja necessário analisar projetos com caráter de urgência.

Sob o comando de Vilson estará um orçamento de R$ 6,6 milhões – que é o duodécimo previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) do município, aprovada em meados de dezembro. Mas esse valor poderá não ser alcançado em sua totalidade, pois os repasses do Executivo dependem de bom desempenho da arrecadação no decorrer do ano.

Atualizada às 22h36

Clique nas imagens para ampliá-las (Fotos: Biguá News)

Publicidade