Vitinho marca duas vezes e Inter bate Cruzeiro, mas não consegue G4

Publicidade

Fechando as participações no Campeonato Brasileiro em 2015, Internacional e Cruzeiro duelaram no Beira-Rio, neste domingo, e os donos da casa conseguiram buscar o triunfo pelo placar de 2 a 0, graças a dois gols marcados por Vitinho, aos 25 minutos do primeiro tempo e aos 15 da etapa complementar.

Exercendo o domínio da partida nos dois tempos, os anfitriões não encontraram problemas para superar a equipe mineira, que jogando apenas para cumprir tabela na competição, não conseguiram desempenhar uma atuação satisfatória na despedida de Mano Menezes do time, já que o treinador irá para o futebol chinês.

Continua após a publicidade

Apesar da vitória, a equipe comandada por Argel Fucks não conseguiu a desejada classificação para a Copa Libertadores do próximo ano, já que necessitava de uma derrota do São Paulo para o Goiás, no Serra Dourada, e o Tricolor paulista conseguiu vencer o Esmeraldino.

O jogo – A grande importância que o confronto possuía para o Colorado não impediu que o Cruzeiro iniciasse tomando a iniciativa, e obrigasse o goleiro Alisson a trabalhar nos primeiros minutos. Aos 7, Marcos Vinícius acionou Arrascaeta que chutou forte de fora da área, em bola que acabou espalmada para escanteio.

Em resposta, o Inter não se acuou e foi preciso na finalização para abrir o placar aos 25 minutos. Artur cruzou da esquerda e Vitinho apareceu na entrada da área para fuzilar de primeira e mandar no canto, sem chances de defesa para Rafael.

A superioridade no placar animou os donos da casa, que chegaram mais vezes no ataque na sequência do primeiro tempo, mas pecaram na conclusão e não conseguiram ampliar o marcador. Primeiro, Rodrigo Dourado subiu bem e cabeceou por cima, aos 29, e dez minutos mais tarde com bonita jogada de Vitinho que driblou bem a marcação e lançou Alex, mas o meia não conseguiu receber a bola e ficar com a posse.

Na etapa final, o ímpeto do Colorado não diminuiu, e na intenção de confirmar a vitória, atuou com consistência no campo ofensivo. Paulão teve boa chance aos oito minutos após cruzamento de Alex, mas pecou na hora de arrematar. No entanto, Vitinho, destaque da partida, apareceu novamente para aumentar a vantagem, aos 15. Lisandro Lopez foi oportunista e roubou a bola em erro impressionante da defesa cruzeirense e só serviu o companheiro dentro da área, que empurrou para o gol vazio.

Com uma diferença confortável construída, o Inter passou a administrar a vitória e diminuiu consideravelmente o seu ritmo, tocando mais a bola no meio-de-campo e procurando apenas controlar a partida. O Cruzeiro, sem conseguir se impor, passou a aceitar passivamente a proposta de jogo adversária.

Sem conseguir a combinação de resultados necessária, o final de partida acabou sendo melancólico para o Internacional, com alguns torcedores até mesmo deixando o estádio antes do apito final, frustrados. Ainda houve quem ficou e aplaudiu a atuação do time, que fechou o ano com vitória, apesar de não ter conseguido a vaga na Libertadores.

Publicidade