Seminário sobre pescado abre Fenaostra em Florianópolis

Publicidade
Anna Carolina Vieira

Foi realizada nesta terça-feira (21) no auditório da EPAGRI, a primeira etapa do Seminário Técnico da Fenaostra.

O evento, direcionado à cadeia produtiva do pescado, foi realizado pelo IGEOF e desenvolvido quase que de forma emergencial, já que, devido a um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), o Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis comprometeu-se com o Ministério Público de Santa Catarina a promover capacitação para pescadores, comerciantes do Mercado Público que manipulam pescados e corriam o risco de não conseguirem se adequar a tempo da reabertura da ala sul do Mercado Público.

Continua após a publicidade

Sabendo a importância da capacitação, funcionários do IGEOF visitaram peixarias, restaurantes e fazendas marinhas para convidar os interessados para participar do seminário, que pode aproximar fiscalizados dos fiscalizadores e, assim, dirimir dúvidas a respeito das normas e adequações que precisam ser efetivadas e trazer os produtos para a legalidade.

Também foram discutidos pontos como Comércio Ilegal de Pescados e a Defesa do Consumidor, Estabelecimentos de Processamento de Pescado e o SIE, Selo de Inspeção Municipal (SIM), Estabelecimentos de Processamento de Pescado SIF, Fiscalização de Peixarias e Restaurantes, Área de Atuação da Vigilância Sanitária na Fiscalização de Pescados e Papel da Extensão e Políticas Públicas para Pescadores e Maricultores Familiares.

Esta primeira etapa do seminário foi realizada em parceria com a Secretaria da Pesca, Maricultura e Agricultura,  Ministério Público, Cidasc, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério da Pesca e Aquicultura, Secretaria do Estado da Saúde, Vigilância Sanitária Estadual e Municipal, Epagri e Senar

Publicidade