Liberadas novas etapas da duplicação do acesso ao aeroporto Hercílio Luz

Publicidade

Secom

Foram assinadas nesta quinta-feira, dia 1º de outubro, em Florianópolis, duas novas etapas para a obra de duplicação da rodovia de acesso ao Aeroporto Internacional Hercílio Luz. A empresa PLM Construções assumirá o segundo lote, que abrange a duplicação de trecho de 6,48 quilômetros, entre o acesso à SC-405 e o terminal do aeroporto, no valor de R$ 28,3 milhões. E a MLA Construções será responsável por trabalhos complementares, construção de um viaduto em frente ao Estádio da Ressacada e reforma da ponte sobre o Rio Tavares, no valor de R$ 4,9 milhões. Os recursos são do Pacto por SC e o prazo para execução das obras é de 720 dias.

Continua após a publicidade

Assinaram a ordem de serviço o governador Raimundo Colombo; o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini; o secretário de Estado da Infraestrutura, João Carlos Ecker; e o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior. “Essa obra vai ser uma grande conquista para todo o Sul da Ilha de Santa Catarina, uma região desenvolvida e que está crescendo cada vez mais. O novo acesso vai garantir melhor mobilidade, mais segurança e vai contribuir para a promoção do turismo e da qualidade de vida dos moradores da região”, destacou Colombo.

O governador lembrou que as obras do primeiro lote estão avançando em ritmo acelerado. A ordem de serviço foi assinada em agosto e a PLM Construções também foi a vencedora. O primeiro lote compreende duplicação de trecho de 3,55 quilômetros no bairro Carianos, entre o trevo da Seta e o Estádio da Ressacada. O investimento é de R$ 23,1 milhões.

O presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, explicou que a opção de dividir a obra completa do novo acesso ao aeroporto em diferentes lotes vai contribuir para a agilidade na realização dos trabalhos. Após o ato desta quinta, fica faltando apenas a ordem de serviço para o último lote, que depende de questões ambientais. Este último lote fará a ligação entre os outros dois trechos da rodovia.

“Essa obra terá impactos na questão turística, esportiva e principalmente na mobilidade do Sul do Ilha. É uma obra que atende não só à demanda do aeroporto, mas de toda uma comunidade que vive na região”, acrescentou o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior. O prefeito aproveitou a cerimônia para sugerir que o elevado que integra o trecho receba o nome João Nilson Zunino, em homenagem ao ex-presidente do Avaí, falecido em 2014.

Foto: Julio Cavalheiro / Secom
Foto: Julio Cavalheiro / Secom
Publicidade