Agentes penitenciários decidem terça-feira sobre paralisação geral

Publicidade

O Sindicato dos Agentes Penitenciários e de Segurança Socioeducativos de Santa Catarina (Sindaps/SC) entrou em “estado de greve” e decidirá, em assembleia, na próxima terça-feira (12), se deflagra greve geral da categoria. Os agentes cobram o cumprimento de um acordo feito pelo Governo do Estado há dois anos, sobre promoção funcional e sobre um erro do artigo 62 da lei 675/16, que impediria a aposentadoria daqueles com direito. Eles reclamam que o ex-governador Raimundo Colombo (PSD) e o atual governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) não efetivaram o prometido.

Foto: colaboração de Gustavo Amorim

A Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de Santa Catarina (Aacrimesc) publicou nota de apoio às reivindicações apresentadas pelo Sindaps/SC, “notadamente pelos pleitos para valorização de referidos servidores e por melhores condições de trabalho, cujas péssimas condições afetam a rotina de todos que passam pelo sistema prisional”, diz o comunicado.

Continua após a publicidade

Na mesma nota de apoio, a Aacrimesc solicita aos líderes do movimento paredista para que, durante o movimento legítimo, “não deixem de resguardar o direito dos advogados e de seus clientes, em especial o acesso dos causídicos aos estabelecimentos prisionais e a escolta de custodiados aos atos processuais necessários”.

Publicidade