Agroforte monta sala de espera na entrada da fábrica, em Biguaçu

Publicidade

Dariane Carvalho/Assessoria – Desde o início da pandemia, a Agroforte tem adotado uma série de cuidados sanitários para garantir a saúde dos seus colaboradores. E a oferta de condições ideais de trabalho fazem parte dessas medidas. Prova disso está na sala de espera instalada recentemente na frente da fábrica, que tem como função evitar o contato de motoristas terceirizados  com a equipe interna.

Medida busca preservar a saúde de seus colaboradores, evitando um contato desnecessários entre equipe interna e externa

O espaço, montado em um contêiner plotado com a identificação da empresa, conta com banheiro, ar condicionado e TV para que os visitantes se mantenham seguros, sem abrir mão do conforto. Tudo isso com o intuito de continuar oferecendo um trabalho de qualidade sem comprometer a segurança daqueles que frequentam a indústria.

Continua após a publicidade

“Entendemos que cada pessoa é essencial não apenas para a empresa, mas para suas famílias e comunidade. Esse cuidado faz parte da transformação que defendemos e que vai desde a responsabilidade ambiental até a responsabilidade social”, considera José Humberto de Souza, gestor da Agroforte.

Responsável pelo reaproveitamento diário de toneladas de resíduos de pescados, a fábrica também investiu em cuidados, como a diminuição do fluxo de terceiros, operação com equipe reduzida e algumas restrições às áreas sociais da empresa. Além, é claro, do uso obrigatório de máscara e a disponibilização de álcool 70% em diversos pontos estratégicos da fábrica e nos caminhões, para a higienização das mãos.

Publicidade