Apicultores de Biguaçu recebem curso para legalização e profissionalização

Publicidade

Apicultores de Biguaçu, Antônio Carlos, Angelina, Itapema, São José, Palhoça e Florianópolis participaram de uma capacitação gratuita finalizada nesta terça-feira (20), no Sindicato dos Trabalhadores Rurais, no bairro Vendaval. O curso, que teve início na última quinta-feira (15), foi o sexto de uma série de capacitações promovida pela Prefeitura de Biguaçu, por meio da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Aquicultura, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Biguaçu. A informação é da assessoria.

O objetivo, segundo o secretário de Agricultura, Elson da Silva, é promover a legalização e a profissionalização dos apicultores. “Estamos caminhando ao rumo de transformar Biguaçu num polo de capacitação regional para a apicultura. Apenas neste ano promovemos seis cursos, contando com o apoio da Epagri e do Senar, e para o próximo ano de 2016 o planejamento é de oferecer mais sete encontros.”

Continua após a publicidade

Além disso, conforme o secretário, Biguaçu irá sediar, em 21 de maio de 2016, o Seminário Regional de Apicultura, no mês de aniversário do município como parte integrante do calendário de comemorações.

O prefeito Ramon disse que ficou “extremamente satisfeito em ver que Biguaçu está se tornando referência na apicultura e isto está se tornando possível graças às parcerias com a Epagri e o Senar, bem como da dedicação da nossa Secretaria de Agricultura que não tem medidos esforços para auxiliar os produtores rurais”.

Através de aulas teóricas e práticas, o instrutor Ricardo Scasso, explicou aos participantes que “a apicultura não se resume a manejar abelhas, é necessário se profissionalizar, aprender técnicas de comercialização e novas tecnologias com objetivo de oferecer ao mercado consumidor produtos de alta qualidade”. O especialista também ressaltou aos apicultores que o “associativismo é a melhor opção, pois caminhar sozinho sempre é mais difícil e juntos todos ganham força e impulso”.

O presidente do Sindicato Rural, Leonídio Zimmermann, na oportunidade agradeceu “ao prefeito Ramon, Secretaria de Agricultura, Epagri e Senar por esta parceria e que este trabalho em conjunto continue, todos unidos pelo bem-estar dos agricultores, para que se possa conhecer novos conhecimentos e tecnologia. Por isso sempre defendemos que possamos contar com o apoio de mais técnicos para nos auxiliar em nossas atividades”.

Após o término do curso, os apicultores receberam mudas de Austrapéia e Pau Formiga, espécies que florescem e auxiliam na produção de mel. As mudas foram doações arrecadadas pelo técnico agrícola Eduardo Dellagnelo e pelo engenheiro agrônomo Heron Rocha, ambos da Secretaria de Agricultura, e pela Fundação Municipal de Meio Ambiente (Famabi).

Publicidade