Associação de moradores cobra e secretário explica ações na saúde do bairro

Publicidade

A Associação dos Moradores do Centro de Biguaçu (Amcebi) solicitou informações do secretário de Saúde, Ângelo Ramos Vieira, referente ao funcionamento do posto de saúde do bairro, em reunião realizada esta semana.  Participaram do encontro o presidente da Amcebi, Hermes de Azevedo, o vice, Célio Manoel da Silva, e a diretora de meio-ambiente, Lianara Santos.

O secretário explanou sobre a estrutura, o número de profissionais e falou ainda do volume de atendimentos. Conforme Ângelo, o posto realiza até dois mil procedimentos ao mês, sendo que cerca de 400 são na área médica. Um clínico geral, um pediatra e um ginecologista fazem consultas naquela unidade de saúde.

Continua após a publicidade

“Vim conversar com os representantes da comunidade a pedido da Amcebi e mostrar o que a prefeitura está fazendo, mesmo com crise financeira. O que eu tenho a dizer a todos os biguaçuenses é que medidas estão sendo tomadas para manter os serviços à população e não há nenhuma previsão de fechamento de posto de saúde, nem aqui no centro ou nos outros bairros”, disse Ângelo, ao Biguá News.

Hermes de Azevedo, presidente da Amceb (Foto: Biguá News)
Hermes de Azevedo, presidente da Amceb, ouve explicações do secretário (Foto: Biguá News)

O presidente da Amcebi comentou que o objetivo de reuniões com integrantes da administração do município é tomar conhecimento da situação de cada área e esclarecer dúvidas. Na semana anterior, o prefeito Ramom Wollinger deu explicações à associação. “Precisamos ouvir o poder público para entender o que está sendo oferecido em serviços no bairro e depois informar aos moradores”, disse Hermes.

Para o vice-presidente, o posto de saúde do centro é bem equipado e talvez muitos moradores ainda não sabem dos serviços ali prestados. “Essa conversa direta com o secretário Ângelo nos deu a percepção do que ali é oferecido”, falou Célio.

A diretora de meio-ambiente analisou que as duas reuniões – com Ramon e com Ângelo – foram bem proveitosas. “Obtivemos boas respostas aos questionamentos feitos. O secretário se mostrou bem envolvido e isso é importante, principalmente na área da saúde, e o prefeito trouxe respostas a cobranças que já fizemos há algum tempo, explicando porque algumas ações não foram realizadas e em que ‘pé’ que estão essas melhorias solicitadas”, salientou Lianara.

A diretoria da associação vai continuar com a agenda de reuniões com o secretariado municipal nas próximas semanas.

Publicidade