Atletas de São José se aproximam do índice olímpico em busca de vagas para Tóquio

Publicidade

A cidade de Bragança Paulista (SP) sediou o I Meeting Internacional Rumo a Tóquio de Atletismo e mais uma vez a equipe UCA (União Catarinense de Atletismo) de São José obteve bons resultados. Ao final do domingo (20), os josefenses somaram três medalhas, com os ouros de Micaela Mello, nos 100 metros com barreiras, e Guilherme Kurtz, nos 800 metros, e a prata de Willian Dourado no Arremesso do Peso.

Guilherme Kurtz foi ouro nos 800 metros com 1min47s98 marcando pontos

Realizado no Estádio do Centro Nacional Loterias Caixa de Desenvolvimento do Atletismo, o evento reuniu atletas da América do Sul e serviu como mais uma tentativa para os atletas buscarem índices olímpicos e pontos no ranking mundial de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Continua após a publicidade

Micaela Mello marcou o melhor resultado da sua carreira, com 12s90 nos 100 metros com barreiras. Essa foi a primeira vez que a josefense baixou dos 13 segundos e se aproximou do índice olímpico de 12s84. Apesar de o vento estar acima do permitido, o resultado conta para a soma de pontos do ranking mundial, o que ajuda a atleta a sonhar com Tóquio.

Micaela Mello faturou a medalha de ouro nos 100 metros com barreiras

“Estou muito feliz por tudo que está acontecendo. Só posso agradecer a minha família e a toda minha equipe. Vou para a última semana para a corrida em busca da vaga olímpica e eu quero buscar essa marca”, disse Micaela.

Nesta semana Micaela terá as duas últimas oportunidades para buscar o índice ou os pontos pelo ranking mundial. A primeira delas será na quarta-feira, novamente em Bragaça Paulista, pelo II Meeting Internacional Rumo a Tóquio de Atletismo. A última delas será no final de semana, durante o Campeonato Paulista Adulto.

Quem também vai em busca dos índices são os atletas Guilherme Kurtz e Willian Dourado. Neste domingo, Kurtz foi ouro nos 800 metros com 1min47s98 marcando pontos importantes no ranking mundial. Já no Arremesso do Peso, Willian Dourado cravou 19,95 metros terminando com a prata na competição.

Fotos: Wagner Carmos/CBAt

Publicidade