Casan projeta normalização do abastecimento a partir das 12h

Publicidade

Depois de passar a madrugada trabalhando, a equipe de técnicos da Companhia Catarinense de Água e Esgoto (Casan) informa que a adutora de 800mm de diâmetro, rompida com as chuvas do fim de semana, está praticamente reinstalada, com a tubulação assentada sobre as pilastras. Assim, o abastecimento da Grande Florianópolis começará a ser normalizado a partir do meio-dia.

Com o apoio de geradores, uma equipe de 23 pessoas, com auxílio de três escavadeiras hidráulicas e um caminhão, passou a noite junto à margem do Rio Pilões no trabalho de recuperação das adutoras rompidas em função de deslizamentos de terra. O rompimento de três adutoras, de 800mm, 600mm e 500mm, afetou o abastecimento de água na Grande Florianópolis desde a manhã de domingo.

Continua após a publicidade
A tubulação mais grossa já está assentada sobre as pilastras (Foto: Assessoria)

A operação de conserto em Santo Amaro da Imperatriz começou ainda no domingo de manhã, tão logo chegou a informação sobre o deslizamento. Uma cratera de quase 10 metros de profundidade por 15 metros de largura se abriu no local onde estão escoradas as tubulações, desestabilizando-as em meio ao matagal.

Sem as adutoras que conduzem a água bruta do Rio Pilões, a Grande Florianópolis foi abastecida no domingo com a água captada junto ao Rio Cubatão, o que representou uma queda de 50% da vazão.

Mesmo com o conserto da adutora de 800mm, porém, a Casan pede à população que mantenha um uso mínimo de água, da maneira mais racionada possível. Algumas áreas mais altas ou pontas de rede da região metropolitana poderão enfrentar dificuldades de abastecimento ou intermitências ao longo do dia.

A Casan dispõe da Central de Atendimento para solicitações de serviços, pelo fone 0800.643.0195 ou chat online do site www.casan.com.br.

Publicidade