Caso de dengue é confirmado em Biguaçu pela Secretaria de Estado de Saúde

Publicidade

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou, em boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira à tarde, o registro de um caso de dengue em Biguaçu. Conforme o relatório, o paciente com dengue no município esteve em outro estado recentemente e o caso é considerado “importado” (quando a pessoa é picada pelo mosquito Aedes aegypti em unidade da federação diferente da que reside).

Em todo o Estado de Santa Catarina, no período de 1º de janeiro a 13 de fevereiro de 2016, foram notificados 1.662 casos de dengue. Desses, 323 (19%) foram confirmados pelo critério laboratorial, 633 (38%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 706 (42%) casos aguardam a investigação realizada pelos municípios.

Continua após a publicidade

Do total de casos confirmados (323) até o momento, 81 (25%) são autóctones, com transmissão dentro de SC, 56 (17%) são importados (transmissão fora do Estado) e 186 (58%) estão em investigação para definição do Local Provável de Infecção (LPI).

Os 81 casos autóctones estão distribuídos pelos municípios (residência) de Bom Jesus (4), Caibi (1), Chapecó (5), Itajaí (6), Itapoá (1), Modelo (2), Nova Erechim (1), Pinhalzinho (56), São José do Cedro (1) e São Miguel do Oeste (4).

Dos 186 casos confirmados que estão em investigação de LPI, Pinhalzinho investiga a origem de 160 casos, Chapecó, Coronel Freitas, Descanso e Dionísio Cerqueira investigam dois casos cada, e Balneário Barra do Sul, Bom Jesus, Brusque, Campos Novos, Itajaí, Joinville, Lages, Luzerna, Navegantes, Palhoça, Rio do Sul, São Bento do Sul, São José do Cedro, São Ludgero, São Miguel do Oeste, Schroeder, União do Oeste e Videira investigam um caso cada.

Febre de Chikungunya

No período de 1º de janeiro a 13 de fevereiro de 2016, foram notificados 53 casos suspeitos de febre de chikungunya em Santa Catarina, todos permanecendo em investigação.

No ano de 2015 foram notificados 127 casos suspeitos de chikungunya, dos quais quatro (3%) foram confirmados, 83 (65%) foram descartados e 40 (31%) permanecem em investigação. Do total de quatro casos confirmados, um foi autóctone do município de Itajaí e outros três foram importados de outros estados.

Febre do Zika Vírus

No período de 1º de janeiro a 13 de fevereiro de 2016 foram notificados 74 casos suspeitos de febre do zika vírus em Santa Catarina. Destes, 5 (7%) foram confirmados (4 pelo critério clínico-epidemiológico e 1 pelo critério laboratorial), 30 (41%) foram descartados e 39 (53%) permanecem em investigação.

Todos os casos confirmados são importados. Estes casos foram identificados em Braço do Norte, Brusque, Florianópolis e Ipuaçu, e os prováveis locais de infecção foram os estados do Mato Grosso, Rio de Janeiro e Sergipe.

No ano de 2015 foram notificados 79 casos de febre do zika virus dos quais 9 foram confirmados pelo critério clínico-epidemiológico, sendo todos importados de outros estados, (residentes em Itapema, Laguna, Florianópolis, Bombinhas, Gaspar e Pomerode), 63 foram descartados e 7 permanecem em investigação.

As informações são da SES.

Publicidade