CPI dos Radares de Florianópolis ouve três depoimentos nesta quinta-feira

Publicidade

A Câmara dos Vereadores de Florianópolis irá ouvir três depoimentos nesta quinta-feira como parte da CPI dos Radares: dos proprietários da Artmil, empresa contratada pela Kopp para realizar a manutenção dos radares da Capital, Walmor e Davi Nascimento, e do diretor financeiro da Kopp, Fabiano Barreto. Os depoimentos estão programados para começar às 13h desta quinta-feira.

Walmor e Davi Nascimento foram chamados para depor para esclarecer para qual empresa era destinado o dinheiro apreendido com os funcionários públicos Júlio Pereira Machado e Jean Carlos Cardoso em setembro do ano passado, no Rio Grande do Sul. No depoimento do diretor da área comercial da Kopp na semana passada, Décio Stangherlin teria afirmado que a quantia de R$ 100 mil apreendida pela Polícia Federal era um adiantamento para a terceirizada realizar os serviços de manutenção em Florianópolis.

Continua após a publicidade

Operação Ave de Rapina

A Operação Ave de Rapina foi deflagrada pela Polícia Federal no dia 12 de novembro de 2014. O inquérito policial aponta que servidores da Prefeitura e pelo menos um vereador articulavam uma redes de fraudes em licitação, alterações irregulares em projeto de lei e pagamento de propina. Em um levantamento preliminar da PF, cerca de R$ 30 milhões foram desviados da Prefeitura.

Diário Catarinense

Publicidade