Cuidados com a alimentação escolar são redobrados com o retorno das aulas presenciais

Publicidade

Os cuidados com a manipulação dos alimentos das refeições servidas nas unidades da rede municipal de ensino de Biguaçu são ainda maiores neste momento em que a Educação se encontra, em meio à pandemia de COVID-19 e com o retorno das aulas presenciais. A Prefeitura de Biguaçu, por meio da Secretaria Municipal de Educação, serve refeições aos alunos que seguem critérios estabelecidos por legislações sanitárias e são acompanhadas pelo quadro técnico da Gerência de Alimentação Escolar, integrado por nutricionista e técnica em nutrição e dietética.

A equipe de merendeiros da rede municipal recebeu recentemente o treinamento “Boas Práticas na Alimentação Escolar e Diretrizes Sanitárias para o Retorno às Atividades Presenciais nos Ambientes Escolares”, em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Também foram distribuídos novos uniformes completos, compostos por jaleco, touca, camiseta, calça, avental e sapato, para todos os merendeiros.

Continua após a publicidade

Somado a isso, a equipe de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação retornou as visitas técnicas nas escolas e Centros de Educação Infantil Municipais (CEIMs), com o objetivo de se manter próxima das cozinhas, dos servidores e dos alunos da rede.

Cardápio variado, colorido e saboroso com produtos da agricultura familiar

A alimentação escolar nas unidades municipais é composta por 84 itens, distribuídos em frutas, verduras, legumes, carnes, ovos, queijo, iogurte, arroz, feijão, macarrão, pães, biscoitos caseiros, entre outros.

Além disso, há um cuidado especial para as crianças e adolescentes com alergias ou intolerâncias alimentares. Para os educandos com intolerância à lactose é ofertado leite zero lactose, biscoito e achocolatado. Já para os celíacos, são dados biscoito, farinha e macarrão de arroz e para os alérgicos à proteína do leite são oferecidas bebidas de soja original e sabores.

As frutas, verduras e legumes são, em sua maioria, fornecidos por Cooperativas de Agricultura Familiar, entre elas a Cooperativa Sabor da Terra (COSAT), formada por agricultores do município. Os itens das cooperativas garantem um cardápio variado, colorido e saboroso que conta com alimentos, como por exemplo acelga, batata doce, tangerina, milho verde, espinafre, polpa de açaí e rúcula.

“Neste contexto, as escolas e CEIMs se apresentam como espaços privilegiados para a promoção da saúde, pois proporcionam a formação de hábitos alimentares saudáveis e incentivam o consumo de alimentos diferenciados”, destaca a nutricionista Monalisa Cenci, da Gerência de Alimentação Escolar de Biguaçu.

Publicidade