Douglas diz que não está em ‘prisão domiciliar’ e que seus indicados têm capacidade técnica

Publicidade

O ex-chefe da Casa Civil do Governo de Santa Catarina e ex-vereador de Biguaçu, Douglas Borba, afirmou, em mensagem enviada ao Biguá News, que os indicados por ele para cargos no Poder Executivo estadual e autarquias – e que ainda permanecem em seus postos – foram mantidos por terem competência para exercer a função. A manifestação ocorreu após publicação de notícia neste site pontuando nomes de pessoas ligadas a ele que continuam lá mesmo após um ano da saída dele do Governo do Estado.

Douglas Borba (Imagem: Alesc TV)

“Em relação aos nomeados no Governo, todos possuem capacidade técnica e aptidão para as funções. Se permanecem em seus postos, é porque seus superiores atestam a competência independentemente da relação comigo”, aduz Borba.

Continua após a publicidade

Leia também:

Indicados de Douglas Borba continuam em cargos do Governo do Estado

A reportagem não questionou a capacidade técnica de nenhum dos citados para exercerem seus cargos no Governo do Estado, apenas lembrou que aqueles que entraram por indicação política de Douglas Borba ainda estão lá (ou estiveram até pouco tempo), mesmo após um ano e um mês de sua saída.

Douglas também contestou a informação publicada de que ele está cumprindo “prisão domiciliar” determinada pela Justiça. “Não há qualquer prisão domiciliar decretada. O que há, enquanto perdura as investigações, são cautelares impostas a todos os investigados. Todas elas são públicas e podes ter acesso ao consultar o inquérito. Agora, prisão domiciliar, não existe e nunca existiu“, comentou.

O termo “prisão domiciliarfoi retirado da notícia e inserido que ele continua cumprindo “medida cautelar” com monitoramento eletrônico enquanto se defende no Tribunal de Justiça dos processos ajuizados pelo Ministério Público de Santa Catarina no caso dos respiradores.

Publicidade