Empresário catarinense sequestrado há 15 dias é libertado no dia de Natal

Publicidade
João liga para a família logo após ser libertado (Imagem: Polícia Civil)
João liga para a família logo após ser libertado (Imagem: Polícia Civil)

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil, libertaram, durante a tarde desta sexta-feira de Natal, o empresário da construção civil João José Gonçalves, de 75 anos, que é sogro do prefeito Daniel Netto Cândido (PSD), de São João Batista – município limítrofe com Biguaçu.

Ele estava sequestrado desde o dia 10 de dezembro e foi localizado por agentes da divisão antissequestro em um cativeiro, em Paranaguá, no Estado do Paraná. Os bandidos chegaram a pedir R$ 8 milhões de resgate. Durante essas duas semanas, os familiares permaneceram em silêncio, a pedido da polícia, para não atrapalharem as investigações.

Continua após a publicidade

Na casa de praia que funcionava como cativeiro, os policiais prenderam dois sequestradores. Um terceiro conseguiu fugir. Os criminosos foram enviados para Curitiba e depois devem ser transferidos para uma unidade prisional em Santa Catarina, onde aguardarão julgamento da Justiça. O empresário já está sendo levado da capital paranaense para ser entregue aos familiares.

O prefeito de São João Batista comemorou, em uma postagem no Facebook, o “presente da Natal” que a família ganhou. “Agradecemos muito a Deus! Agradecemos à todos pelas orações. Agradecemos às polícias Civil e Militar pelo empenho. Em especial à Divisão Antissequestro da Deic. Esse foi o melhor presente de Natal da nossa família”, escreveu Cândido.

Veja o vídeo feito pela Deic:

O sequestro:

João foi sequestrado por homens armados, que invadiram a casa dele, na rua Marcos Silva, no bairro Cardoso, naquela cidade. Conforme a PM, quatro homens chegaram ao local em um automóvel Volkswagen Gol, com placas de São Francisco do Sul (SC), e invadiram a casa com armas nas mãos.

Eles trancaram a esposa de João Gonçalves em um dos cômodos. Depois, colocaram o empresário dentro do carro e saíram em alta velocidade, por meio da estrada geral do Moura, rumo à SC-409. Os criminosos colocaram o idoso noutro carro e abandonaram o Gol usado para levá-lo da casa.

 

Publicidade