Feira do Mel começa nesta quarta em Florianópolis com preço de R$ 17 o kg

Publicidade

A partir desta quarta-feira (10), quem passar pelo Centro de Florianópolis poderá adquirir um quilo de mel por R$ 17, preço 40% menor do que a média do comércio varejista. Esse é só um dos atrativos da 16ª Feira do Mel, que segue até sábado (13), no Largo da Alfândega, e trará expositores de todas as regiões do Estado em 18 estandes de comercialização de produtos. A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca destinou R$ 20 mil para a realização do evento, via Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, informa a assessoria.

O presidente da Federação das Associações dos Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina (Faasc), Nésio Fernandes de Medeiros, explica que a maior aposta da feira é o preço promocional do pote de um quilo de mel, o que deve incentivar as famílias a consumirem o produto. ”Apesar do grande pasto apícola, o consumo de mel no Brasil é menor que em outros países. Entre a justificativas estão a falta de hábito de consumo e, principalmente, o valor do mel no mercado varejista”, observa.

Continua após a publicidade

Repetindo o sucesso do ano passado, haverá uma equipe de massoterapeutas fazendo gratuitamente uma massagem facial com sabonete à base de mel, argila e pólen. A Feira do Mel estará aberta das 8h às 18h30 durante a semana e, no sábado, das 8h às 13h. Em Santa Catarina, são mais de 30 mil famílias rurais dedicadas à apicultura, possuindo um total de 350 mil colmeias instaladas e uma produção de seis mil toneladas/ano.

De acordo com dados da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), os brasileiros consomem, em média, 128 gramas de mel por ano. Bem menos do que em outros países. Nos Estados Unidos, a média é de 1,5 kg por pessoa ao ano e, na Alemanha, a taxa sobe para 2,2 kg por pessoa a cada ano. Santa Catarina já foi líder nacional na produção de mel, mas vem perdendo espaço nos últimos anos. Para reverter esse quadro e incentivar a produção, a Secretaria de Estado da Agricultura oferece um programa que fornece aos produtores equipamentos necessários para implantação da apicultura na propriedade. Cada kit é composto por colmeias, com ninho e dois melgueiras; cera alveolada para seis comeias; formão; dois macacões completos com máscara; dois pares de luvas e um fumegador, cobertura ecológica, arames, esticador de arame, rainha, núcleo Langstoth, alimentador de cobertura, luvas, jaleco. O valor do kit é de aproximadamente R$ 1,8 mil.

Ao adquiri-lo, o produtor terá dois anos de prazo para pagamento com parcela anual. Se o pagamento for único, quando do vencimento da primeira, haverá subvenção da ordem de 60% sobre o valor da segunda parcela. Neste caso, o produtor pagará apenas R$ 1.260,00. A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) também está ampliando sua equipe técnica e promovendo 13 seminários que já estão em andamento nas diversas regiões do estado, além de ter agendada a execução de cerca de 150 atividades grupais, onde será realizado o planejamento de ações e transferência de tecnologia. A realização da Feira do Mel é da Faasc e, além da Secretaria da Agricultura, conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Epagri.

Publicidade