Frango vivo tem valorização de preços em Santa Catarina e no Paraná

Publicidade

Avicultura - frangos se alimentandoOs preços para o frango vivo permanecem estáveis nas principais praças de comercialização. Algumas regiões apresentaram leves altas de preços, mesmo com a segunda quinzena do mês. Segundo analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, nos próximos dias podem haver novos reajustes, impulsionados pela demanda aquecida no cenário externo e pelos altos custos de produção.

Levantamento realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, aponta para duas altas na semana. No início da semana, os preços médios para os estados do Paraná e Santa Cantarina apresentam valorização. Na praça paranaense, o valor médio pago aos avicultores independentes passou de R$ 2,50/kg para R$ 2,52/kg. Em Santa Catarina, a alta foi de 0,48%, com o vivo sendo negociado a R$ 2,09/kg. Já em São Paulo e Minas Gerais, a semana foi de estabilidade de preços – em R$ 3,00/kg e R$ 3,20/kg respectivamente.

Continua após a publicidade

Segundo boletim do Cepea, esta melhora nos preços para o vivo é resultado de uma demanda aquecida no mercado doméstico. Já Fernando Henrique Iglesias aponta que o bom desempenho das exportações também é um fator positivo e que pode trazer mais altas de preços, visto que reduz a disponibilidade da proteína.

Com isso, o poder de compra dos avicultores apresentou uma melhora, apesar de estar abaixo do ano passado. De acordo com dados do Cepea, os preços firme para o vivo e a desvalorização de insumos como farelo de soja e milho – que vinham em constante valorização nas últimas semanas – resultou nesta melhora.

Fonte: Notícias Agrícolas

Publicidade